'Dani senta com carinho': conheça jovem que viralizou repetindo a mesma coreografia

em alta
13.04.2021, 10:54:00
Atualizado: 13.04.2021, 11:11:51
(Foto: Reprodução)

'Dani senta com carinho': conheça jovem que viralizou repetindo a mesma coreografia

Daniele Lopes soma mais de 1,3 milhão de seguidores no TikTok

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Ao longo das décadas, Annas Júlias, Carlas e Jeniffers pegavam ar e chegavam a negar suas identidades por conta de músicas com esses respectivos nomes. Daniele Lopes, no entanto, ao ver seu apelido homenageado por um compositor, mostrou uma visão empreendedora.

Após escutar o verso "a Danny senta com carinho", da música "Não pode se apaixonar", pela primeira vez, a paraense de 18 anos logo aguçou sua criatividade e criou uma coreografia para o feat de Xand Avião, Mc Danny, e Dj Ivis que fez o Brasil se apaixonar.

A dança é simples: um jogo de cintura mais uma empinada de 'raba', seguida de um coraçãozinho. Nada demais a um primeiro olhar.

Só que Dani gostou tanto da dança que resolveu usá-la em absolutamente todos os vídeos que postava em seu perfil. Os passinhos, claro, sempre são acompanhados de um sorriso 'Colgate'.

O looping eterno intrigou a web. "Teria algum significado filosófico? Uma referência a quarentena, onde todos os dias parecem iguais?", questionaram-se alguns teóricos. Dani esclarece:

"Foi só uma dancinha mesmo. Ela é bem fácil e junto com meu sorriso congelado ajudou a viralizar", analisa a jovem influencer que já soma 1,3 milhão de seguidores no Tik Tok.

Desde que foi postada pela primeira vez em 17 de fevereiro, a dancinha viralizou e já foi repetida por famosos como Mari Baianinha e Júlio Cocielo.

Dani já tinha a ideia de repetir a mesma estratégia de Tays Reis, Braga Boys e Filhos de Jorge e usar uma só coreografia para fazer sucesso. Antes dos passos de 'Não pode se apaixonar', ela tentou o mesmo com a música "Acaso" -- a famosa "vai ver que um dia a gente se encontra".

Fama
O sucesso repentino surpreendeu Dani. Ela, que criou o Tik Tok em dezembro do ano passado como forma de se distrair durante a pandemia. Poucos meses depois, a ferramenta já se transformou em fonte de renda, com a paraense sendo cobiçada por empresas de todo o país. 

E não é para menos. Todos os seus vídeos passam facilmente a barreira das 1 milhão de visualizações, atingindo mais de 8 em alguns casos. No Instagram, já são quase 300 mil seguidores.

"Tudo mudou de uma hora para outra. Foi coisa de uma semana. Está sendo bom, mas, ao mesmo tempo, é tudo muito novo. É um processo que estou racionando ainda, contando com a ajuda da família, amigos e assessoria", conta a jovem.

A falta de destreza com a fama era tanta que ela não conseguiu esconder o nervosismo ao dar a primeira entrevista. Ao encarar o microfone, Dani se embolou com as palavras e o vídeo também acabou viralizando.

"O repórter da TV aqui da minha cidade pediu para eu começar a entrevista dançando. Aí quando ele veio falar comigo, eu estava muito nervosa. Era a minha primeira entrevista. Depois dessa eu já dei várias e estou melhorando", comemora a nova webcelebridade.

Curtindo o sucesso, a jovem, que concluiu o ensino médio no fim do ano passado, agora pretende investir na carreira de influencer, mas sem abandonar os estudos. Ela pensa em fazer alguma faculdade, apesar de ainda não ter o curso.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas