De boa na bike: veja guia de ciclovias e ciclofaixas em Salvador

salvador
13.09.2020, 12:30:00
Atualizado: 14.09.2020, 00:25:18
Ciclovia da rua Cônego Pereira tem 200 metros (Foto: Gil Santos/CORREIO)

De boa na bike: veja guia de ciclovias e ciclofaixas em Salvador

Prefeitura estima ampliar em mais 35km as faixas para ciclistas da cidade até o final de 2020

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Prefeitura de Salvador anunciou neste final de semana que pretende ampliar em mais de 35km as vias reservadas para ciclistas até o final deste ano. De janeiro até aqui, foram 13 novas vias entregues e há previsão de entregar outras cinco até o próximo mês de novembro. Atualmente, a capital baiana conta com quase 282 quilômetros de ciclovias em seu território.

É um cenário bem diferente de 2013, quando a capital baiana tinha pouco menos de 70km de faixas pensadas para os ciclistas. Bicicleteiro desde que se entender por gente, o vendedor Carlos Andrade, 28, lembra que fazia alguns percursos arriscados no meio dos carros para cumprir trajetos que saíam do Centro da Cidade e iam até a Praia do Flamengo.

"A gente se metia no meio dos carros, nos canteiros da Paralela ou outras vezes pela Orla. De uns anos pra cá deu uma mudada boa e aí prefiro sempre ir pela Orla porque tem a faixa direitinho e a vista do mar", conta.

Superintendente da Transalvador, Fabrizzio Müller entende que a bicicleta é um meio de transporte que vem ganhando espaço em grandes cidades ao redor do mundo e tende a ganhar ainda mais força durante a pandemia, com a insegurança em relação ao transporte público. Por conta disso, é necessário investir cada vez mais nesse modelo.

O infectologista Fabiano Andrade diz que de fato o transporte por bicicleta é mais seguro pensando no ponto de vista da pandemia. "É até um pouco óbvio, mas com a bicicleta ele estará ao ar livre e o equipamento é individual. Não tem contato com outras pessoas e não há confinamento", diz.

Segundo o cronograma de atividades da Transalvador, até o final deste mês devem ser entregues quatro obras: a ciclofaixa de 4km localizada na Avenida Afrânio Peixoto (entre a Avenida Engenheiro Oscar Pontes e Avenida da França), uma outra de 1,2km na mesma via (na altura da Avenida Almirante Tamandaré), a de 2,5km na Avenida Luís Eduardo Magalhães (indo da Orla a Pernambués) e a de de 3km no Centro Administrativo da Bahia. 

Uma ciclovia de 1,7km também será entregue em novembro na Avenida Octávio Mangabeira, na Pituba (entre o Largo das Baianas e a Arena aquática). Até o final do ano, a Prefeitura prevê que Salvador terá 316 ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas.

Entre as 13 vias para ciclistas entregues desde o começo deste ano estão a ciclofaixa de 14km que liga a Avenida Luís Eduardo Magalhães ao Cabula, a de 200 metros da Rua Ver. Menezes Leone, na Pituba (entre o Ponto 7 e a Rua Amazonas), a de 100 metros na Rua Mato Grosso, também na  Pituba, a de 850 metros na Avenida Oceânica (entre o Largo Camarão e a Praça das Gordinhas), a estrutura de 1,5km em Amaralina (do Quartel do Exército ao Largo das Baianas) e a de 1,9km na Avenida Tamburugy (entre a Paralela e Piatã). 

Também foram entregues a ciclofaixa de 2,1km da Avenida Tamburugy (Orla a Piatã), a de 750 metros da Avenida das Dunas, em Itapuã, o cicloviário marginal de 3,3 km do Alphaville, na Avenida Paralela, a de 700 metros da Avenida Orlando Gomes, próximo ao Bairro da Paz, a ciclovia de 200 metros na Rua Cônego Pereira, nas Sete Portas, e a de 1,2km da Rua Carlos Gomes, no Centro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas