De olho na vice-liderança da Série B, Bahia encara o CSA na Fonte Nova

e.c. bahia
06.08.2022, 05:00:00
Última contratação do Bahia, Ricardo Goulart vai estrear diante do CSA (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

De olho na vice-liderança da Série B, Bahia encara o CSA na Fonte Nova

Esquadrão entra em campo neste sábado (6), às 16h30

O Bahia enfrenta o CSA neste sábado, pela 22ª rodada da Série B, e terá uma Fonte Nova cheia a seu favor na partida em que terá também a chance de abrir distância para os concorrentes a uma vaga no G4. A bola rola a partir das 16h30.

Com 37 pontos, o tricolor retomará a vice-liderança em caso de triunfo em casa. Se chegar aos 40 pontos, o time baiano ultrapassará o Grêmio e o Vasco, que têm 40 e 39 respectivamente e já jogaram na rodada – o Grêmio venceu o Guarani por 2x1 e o Vasco empatou em 0x0 com a Chapecoense. O Cruzeiro lidera a competição, com 46, e vai encarar o Tombense, quinto colocado, em Belo Horizonte, às 19h.

Mais do que a segunda colocação, o Bahia pode abrir distância de até oito pontos para o quinto colocado, desde que ganhe do CSA, que o Tombense perca do Cruzeiro e que o Londrina não vença o Novorizontino fora de casa. 

Gordura importante para uma equipe que se mantém na zona de classificação para a Série A desde a primeira rodada, mas que oscilou no final do primeiro turno.

No segundo jogo consecutivo em casa no returno, o Bahia vai contar com apoio maciço da torcida. Até sexta-feira, cerca de 43 mil ingressos haviam sido garantidos. A conta inclui as 20 mil entradas vendidas e os 23 mil sócios com acesso garantido. A expectativa é de recorde de público no ano. Amelhor marca até então foi de 41.617 pagantes no empate de 0x0 com o Grêmio, pela 16ª rodada, dia 3 de julho.

“A gente sempre quer estádio lotado, jogos grandes. Estamos lá em cima na tabela, com a chance de voltar a ser vice-líder. Isso motiva bastante, você não vê a hora do jogo começar para poder correr, jogar com estádio lotado, torcida cantando. Vamos em busca do triunfo”, afirmou o meia Daniel, que retorna após uma amigdalite.

O técnico Enderson Moreira contará com outras peças importantes. Principal contratação do clube para a Série B, o meia Ricardo Goulart está regularizado e pronto para jogar. O jogador, bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro (2013/2014), deve começar a partida no banco de reservas.

O lateral direito Marcinho, que foi alvo de protestos da torcida durante a semana, ao ser contratado mesmo respondendo processo por homicídio culposo, também está à disposição do treinador e pode estrear. Ele foi relacionado e também fica como alternativa entre os suplentes.

Além de Daniel, quem também retorna no meio-campo é Lucas Mugni. O argentino cumpriu suspensão na rodada anterior, quando o tricolor bateu o Náutico por 3x0. Outro que treinou normalmente ontem, em atividade realizada na Arena Fonte Nova, foi o goleiro Danilo Fernandes, recuperado de contusão muscular. Assim, Mateus Claus volta pro banco.

Por outro lado, o volante Patrick e o meia-atacante Marco Antônio ainda desfalcam a equipe. Ambos fizeram atividades leves no CT.

“Temos que entrar ligados, respeitando o CSA como se a gente fosse respeitar o Cruzeiro, que é o líder do campeonato. Temos que entrar com o mesmo foco, a mesma atenção para não ter surpresas. Dentro de casa temos que fazer uma pressão sobre eles. Espero que saia tudo certo e a gente consiga o triunfo”, completou Daniel. 

Durante a semana, Enderson Moreira promoveu inúmeras trocas na equipe. Uma das dúvidas é no setor ofensivo. Copete ainda é o favorito para começar na ponta esquerda, mas Vitor Jacaré também recebeu oportunidade e pode aparecer como surpresa. Quem também atuou no setor foi Matheus Davó. Outro que ganhou confiança do treinador foi o volante Emerson Santos, preferido na disputa com Rezende para formar a trinca com Mugni e Daniel. 

CSA em crise
Se no Bahia a luta é pelo acesso, o CSA vive momento completamente oposto. O time está na zona de rebaixamento e vem de derrota em casa por 3x1, para o Ituano. Como visitante, fez 11 partidas e só ganhou oito pontos: uma vitória, cinco empates e cinco derrotas, com cinco gols marcados e 11 sofridos. 

A semana no clube alagoano foi agitada por protestos da torcida e relatos até de violência no centro de treinamento, em Maceió. Alguns torcedores tentaram invadir o treino e foram contidos por seguranças. O presidente Omar Coelho registrou boletim de ocorrência após ser ameaçado de morte. 

Para aliviar a pressão, a diretoria levou o elenco para se preparar em Pernambuco. O clube finalizou as atividades para o jogo no CT do Retrô, em Camaragibe, região metropolitana do Recife. 

O time terá pelo menos duas estreias: o lateral direito Éverton Silva e o centroavante Elton, que já passou pelo Vitória. Ex-tricolor, o lateral Jonathan tem chance de ser utilizado por Alberto Valentim, mas deve começar no banco.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas