De volta à estaca zero: shoppings correm para viabilizar drive thru após 'lockdown'

coronavírus
01.03.2021, 19:25:00
Atualizado: 03.03.2021, 11:47:20
(Nara Gentil/CORREIO)

De volta à estaca zero: shoppings correm para viabilizar drive thru após 'lockdown'

Medida já foi adotada às pressas por maioria dos centros comerciais da capital baiana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Medida adotada nos primórdios da primeira onda da pandemia do coronavírus, os sistemas de drive-thru e delivery das lojas dos shopping centers de Salvador estão de volta, após o retorno das medidas restritivas nesta segunda (1º) e terça (2) que impedem o funcionamento normal dos centros comerciais. Com a extensão do decreto que mantém o quase “lockdown” da cidade, os empreendimentos e suas lojas tiveram que correr para conseguir viabilizar o sistema que permite a manutenção das vendas. Vale lembrar que enquanto a medida estiver em vigor, os shopping nao podem receber clientes. As compras podem ser feitas apenas pelos apps e sites, e a retirada através dos drive thrus, que podem funcionar das 10h às 19h.

O CORREIO consultou diversos centros comerciais da capital para saber como será o funcionamento no período de extensão do decreto municipal contra a covid-19. Iniciando pelo centro da cidade, os shoppings Center Lapa e Piedade estão funcionando através de sistema drive-thru, das 10h às 19h. Como a abertura das lojas é opcional, é necessário verificar com o próprio estabelecimento sobre o seu funcionamento neste período. As praças de alimentação dos shoppings estarão funcionando normalmente, apenas via delivery.

Vai fechar: confira o que funciona durante o lockdown parcial na Bahia

Pegando a avenida Centenário, rumo à orla, o Shopping Barra também está funcionando nos sistemas de drive-thru e delivery. A informação só foi divulgada publicamente na tarde desta segunda-feira, apesar de diversos lojistas do centro comercial relatarem que as atividades diárias iniciaram normalmente às 10h, sendo comunicados através de uma circular interna do shopping. O horário de funcionamento para retirada e entregas nas lojas é das 10h às 19h, com o delivery alimentício funcionando até às 23h. A abertura das lojas também é opcional.

Atravessando a cidade, indo em direção ao Iguatemi e à avenida Tancredo Neves, o Shopping da Bahia confirmou que haverá delivery e drive thru, porém ainda não estabeleceu de que forma será o funcionamento do sistema. Já o Salvador Shopping funcionará apenas com o delivery nesta segunda, pois não houve tempo hábil para os lojistas se adequarem ao sistema de drive-thru do estabelecimento — que terá pleno funcionamento a partir da manhã desta terça-feira. O horário de funcionamento será das 10h às 19h.

Governo confirma prorrogação do lockdown na Bahia até quarta

Retornando pela avenida ACM até o Acesso Norte, o Shopping Bela Vista está funcionando das 10h às 19h através dos sistemas de delivery e drive thru. As operações de alimentação que estão funcionando no estabelecimento estão fazendo delivery até 00h. Por fim, atravessando novamente a cidade através da avenida Paralela, o Shopping Paralela terá tanto suas lojas quanto seus restaurantes funcionando nos sistemas de delivery e drive thru. Enquanto as lojas funcionam das 10h às 19h, o horário dos serviços de alimentação vai até às 23h.

A assessoria do Salvador Shopping e do Salvador Norte Shopping informou que os centros de compras seguirão a determinação dos órgãos públicos mantendo o fechamento dos empreendimentos até domingo (7). No entanto, continuarão atuando com os serviços de drive thru, vendas nas plataformas online (www.salvadorshoppingonline.com.br e www.salvadornorteonline.com.br) e outras opções de delivery.

Funcionário embala compras feitas através do site do shopping center. (Foto: Nara Gentil/CORREIO)

Opiniões
O CORREIO conversou com duas lojistas de shoppings da capital baiana, que comentaram sobre a decisão de manter o funcionamento das lojas mesmo com o lockdown em vigor. Para elas, a decisão pessoalmente é benéfica, já que ambas não correm riscos como possíveis aglomerações em ônibus, nem ter que encarar ruas vazias e potencialmente perigosas, além da ausência de contato direto com um grande número de pessoas diariamente. No entanto, ainda assim, a situação gera preocupações.

Praias, parques e clubes ficarão fechados por mais uma semana em Salvador

"Não acredito que fica mais complicado para mim, tanto pela questão de não ter dificuldades em relação ao transporte — vou e volto de metrô — e das ruas vazias, acabo não precisando ter que andar tanto. Além disso, o risco de contaminação é menor que ter que lidar com pessoas diretamente, né. Meu único medo mesmo é o risco de perder o emprego por conta da crise causada pela pandemia", afirmou a primeira lojista, que trabalha no Shopping Bela Vista.

"No meu caso específico, não acho perigoso para mim. Não tenho que pegar ônibus, vou e volto andando. O problema maior de abrir o shopping é a locomoção para as pessoas que necessitam pegar ônibus, afinal o risco de contaminação é mais alto. Já em relação à loja em si, tá tudo super tranquilo e organizado, estamos com rodízio de pessoas, então o risco é quase nulo, hoje mesmo fiquei sozinha aqui. Acho que é uma boa alternativa para não prejudicar tanto as vendas", afirmou a segunda lojista, que trabalha no Shopping Barra.

Decreto
Em 338 cidades da Bahia, apenas atividades essenciais estão permitidas até a próxima quarta-feira (3), após a prorrogação do decreto publicado pelo governo estadual. Estão permitidos apenas a comercialização de alimentos e remédios, e serviços de saúde, segurança e transporte.

Estão suspensas as atividades presenciais nos órgãos do governo do estado não enquadrados como serviços públicos essenciais. Servidores passam a trabalhar de forma remota.

Restaurantes e bares poderão funcionar de portas fechadas, com serviço delivery até meia-noite. A venda de bebidas alcoólicas está liberada a partir desta segunda-feira (1º).

Estão fora do decreto veiculado neste domingo (28), 79 cidades das regiões Oeste, Norte e Nordeste, onde o índice de ocupação de leitos de UTI é inferior a 80%.

Em Salvador, as praias vão permanecer fechadas por mais sete dias. Os decretos que determinam a suspensão de atividades em parques públicos, clubes sociais, e campos e quadras de esporte também foram prorrogados por uma semana. A prefeitura não descarta adotar medidas mais duras nos próximos dias caso os números da pandemia não diminuam.

*Sob orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas