Decisivo na final, Gilberto joga para longe 'freguesia' contra o Ceará

e.c. bahia
08.05.2021, 19:14:00
Atualizado: 08.05.2021, 19:45:40
(Lucas Figueiredo/CBF)

Decisivo na final, Gilberto joga para longe 'freguesia' contra o Ceará

Artilheiro do Bahia e da Copa do Nordeste marcou o segundo gol no Castelão e revela que estava 'engasgado' com o adversário

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

No meio de semana, Gilberto errou um pênalti que faria o Bahia virar o jogo contra o Independiente, pela Copa Sul-Americana, que terminou empatado em 2x2. O centroavante tratou de dar a volta por cima neste sábado (8), e em grande estilo: marcou o segundo gol tricolor na final da Copa do Nordeste, diante do Ceará, que terminou com título do Esquadrão após ganhar por 2x1 no tempo normal e 4x2 nos pênaltis, dando o tetracampeonato ao clube.

Após o jogo, o camisa 9, que chegou a 66 gols pelo Bahia, comentou sobre o fim do tabu diante do Ceará, adversário que o tricolor não vencia há oito partidas, incluindo a final da Copa do Nordeste 2020. "Eu já estava meio engasgado por conta do que falaram, não pelos colegas de profissão, mas o que falam fora, dizer que o Bahia é freguês de qualquer time. Não é assim", afirmou Gilberto.

Com o gol marcado na decisão, ele consolidou-se como artilheiro da competição, com oito gols marcados. O deste sábado, que naquele momento do jogo garantia o título no tempo normal com placar de 2x0, teve direito a cambalhota na comemoração, algo que ele havia parado de fazer alegando risco de se machucar. "Hoje pode, né? (Risos)".

O alagoano aproveitou para criticar a briga ocorrida após a partida entre os jogadores dos dois times. "Foi uma coisa que deixou engasgado contra o Ceará. Ano passado eles fizeram de tudo lá (em Pituaçu, após serem campeões) e esse ano comemoramos do nosso jeito e aconteceu isso. Futebol não é isso, as pessoas têm que aceitar a derrota".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas