Depois do Enem: nota do Sisu muda com peso das provas

enem
25.09.2019, 05:00:00
(Betto Jr/CORREIO)

Depois do Enem: nota do Sisu muda com peso das provas

Professores alertam que saber matérias de menor peso é diferencial

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das portas de entrada para universidades, faculdades e institutos públicos e particulares do Brasil. Entretanto, a prova não é o último passo antes de começar a graduação - o estudante ainda tem que se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para garantir uma vaga em 130 instituições de ensino superior geridas pelo estado.

No site do Sisu, os estudantes podem se inscrever para tentar uma vaga em até dois cursos pelo Brasil. Apesar de ser um processo seletivo unificado, uma pessoa pode ter notas diferentes ao se inscrever na mesma graduação. Isso acontece porque as instituições de ensino determinam um peso para cada área do conhecimento cobrada no Enem.

Um vestibulando que escolhe colocar a nota do exame para tentar passar em Administração na Universidade Federal do Vale de São Francisco (Univasf) e na Universidade Federal da Bahia (Ufba) vai ter a pontuação de Ciências Humanas multiplicada por 4 na Ufba, enquanto a nota permanece a mesma na Univasf, onde todas as provas têm peso 1.

Por esse motivo, o professor de História Joel Nolasco conta que os estudantes devem dar uma olhada nos pesos de cada área antes da prova. Essa informação pode ser encontrada nos sites das instituições.

“O aluno tem que identificar o tipo de prova que vai fazer e montar uma estratégia. Ele deve saber o que mais cai e quais disciplinas são mais importantes para ele”, afirma Joel.

Para o educador, os estudantes têm a obrigação de saber os conteúdos das com maior peso no curso desejado - e o conhecimento do resto será um diferencial, especialmente em vestibulares muito concorridos.

Teste seus conhecimentos com os fascículos do CORREIO disponíveis aqui

Nacionalmente, a graduação mais procurada no Sisu é Medicina, que recebeu 239.513 inscrições na primeira edição do processo seletivo deste ano, segundo dados do Ministério da Educação.

Cursando o último ano do ensino médio, Gabriel Martins, 17 anos, quer cursar Medicina na Ufba. O curso é o mais procurado na Federal da Bahia e teve mais de 10 mil inscritos no segundo semestre. De acordo com o termo de adesão da instituição na segunda edição do Sisu, foram ofertadas 64 vagas para o meio do ano. Com tanta gente tentando uma vaga, Gabriel sabe que é necessário ter o diferencial para passar. “Saber biologia, química e física não é mais suficiente para passar em Medicina. Todo mundo que pretende fazer o curso já tem domínio dessas matérias. Por isso, ter uma redação boa é importante”, contou.

Medicina foi o curso mais procurado nas duas edições do Sisu deste ano na Ufba. O segundo lugar foi para Direito. Neste caso, as provas com maior peso são as de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. A nota de ambas são multiplicadas por 4 para gerar a média. Matemática e Ciências da Natureza tem peso 2, enquanto a Redação tem peso 3.

Assim como quem deseja se formar em Medicina, os futuros advogados e juízes também têm que enfrentar forte concorrência para ingressar na Ufba. No segundo semestre de 2019, foram 6.842 inscritos para tentar uma das 150 vagas ofertadas no curso pela Federal da Bahia.

O estudante Leonel Brandão quer cursar Direito e Psicologia - o segundo e o terceiro curso com mais inscrições no Sisu na Ufba neste ano. Se ele decidir pelo diploma duplo, apenas uma deverá ser feita em uma faculdade pública. Leonel já checou no site da Ufba os pesos de cada matéria para as duas graduações, por isso, foca em Ciências Humanas.

“Venho focando bastante em história e geografia, porque acredito que são as matérias dentre as que têm mais peso pra mim, que possuem um conteúdo mais extenso abordado na prova”, disse.

Além da três graduações que encabeçam a lista das mais buscadas pelos estudantes na Ufba (Medicina, Direito e Psicologia), os alunos se inscreveram no Sisu em Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades (3.864) e em Farmácia (3.834), no primeiro semestre. No meio do ano, os cursos a entrarem na lista dos cinco mais cotados foram Medicina Veterinária (2.565) e Fisioterapia (2.476).

O curso mais procurado em todo o Brasil, Medicina, também é ofertado em outras universidades públicas da Bahia. Mesmo dentro do estado, os pesos alteram a média da prova no Sisu.

Na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), todas as áreas têm o mesmo valor (1), enquanto na Universidade do Estado do Bahia (Uneb) a prova de  Linguagens, Ciências da Natureza e Redação têm o maior peso (4). Ainda na Uneb, as provas de Ciências Humanas e Matemática são multiplicadas por 3 e 1, respectivamente.

Em Direito, os estudantes que colocarem a nota na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) devem se dar bem em Redação e em Ciências Humanas, que têm peso 5. Linguagens vem logo depois na lista das matérias mais importantes, com peso 4. Por fim, Ciências da Natureza e Matemática valem 2 na hora de calcular a média no Sisu.

O professor de matemática Euclides Araújo explica que a procura pela graduação também pode interferir na forma como o estudante se prepara para a prova. Para ele, a menor concorrência permite que o vestibulando foque nas provas de maior peso.

“O estudante pode procurar os pesos para saber o ponto de corte e tentar nivelar o mínimo que ele pode fazer. Mas como é uma prova única, ele tem que se preparar para ela toda”, ressaltou. Como a prova é corrigida com a Teoria de Resposta ao Item (TRI), o estudante não pode vacilar e errar as questões mais fáceis.


Pesos de Medicina e Direito na Bahia

MEDICINA
Universidade federal da Bahia (Ufba)
Redação (3)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (4)
Ciências Humanas e suas tecnologias (3)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (3)
Matemática e suas tecnologias (2)

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Ufrb)
Redação (1)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (1)
Ciências Humanas e suas tecnologias (1)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (1)
Matemática e suas tecnologias (1)

Universidade do Estado do Bahia (Uneb)
Redação (4)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (4)
Ciências Humanas e suas tecnologias (3)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (4)
Matemática e suas tecnologias (1)

Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc)
Redação (5)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (4)
Ciências Humanas e suas tecnologias (2)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (5)
Matemática e suas tecnologias (2)

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)
Redação (5)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (4)
Ciências Humanas e suas tecnologias (2)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (5)
Matemática e suas tecnologias (2)

Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)
Redação (1)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (1)
Ciências Humanas e suas tecnologias (1)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (1)
Matemática e suas tecnologias (1)

DIREITO
Universidade Federal da Bahia (Ufba)
Redação (3)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (2)
Ciências Humanas e suas tecnologias (4)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (4)
Matemática e suas tecnologias (2)

Universidade do Estado do Bahia (Uneb)
Redação (4)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (1)
Ciências Humanas e suas tecnologias (4)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (5)
Matemática e suas tecnologias (2)

Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs)
Redação (5)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (2)
Ciências Humanas e suas tecnologias (5)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (5)
Matemática e suas tecnologias (2)

Universidade Estadual De Santa Cruz (Uesc)
Redação (5)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (2)
Ciências Humanas e suas tecnologias (5)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (4)
Matemática e suas tecnologias (2)

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)
Redação (5)
Ciências da Natureza e suas tecnologias (2)
Ciências Humanas e suas tecnologias (5)
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (4)
Matemática e suas tecnologias (2)

Como usar a nota nas particulares
Além de ser uma forma de entrada nas universidades públicas pelo Brasil, a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) também pode ser usada para garantir uma vaga em instituições privadas de ensino superior.

Em Salvador, as únicas exceções nas particulares são os cursos de Medicina, que tem ingresso a partir de vestibular próprio. Quem quer cursar Direito pode usar a nota para ingressar, por exemplo, na Faculdade Baiana de Direito. O estudante tem que ter uma média mínima de 450 pontos em todas as quatro áreas do conhecimento do exame e ter obtido, pelo menos, 450 pontos na Redação.

O processo seletivo para a nota do Enem acontece após o vestibular da faculdade, em outubro. É possível usar a nota dos últimos três anos na seleção, que é gratuita e realizada pelo site da instituição. Na Unime Lauro de Freitas, os vestibulandos podem utilizar a pontuação para ingressar em todos os cursos, com exceção de Medicina. A instituição também oferece bolsas de desconto com base na pontuação no exame. No primeiro semestre, 12% dos inscritos nos cinco cursos mais procurados na Unime (Administração, Direito, Medicina Veterinária, Psicologia e Fisioterapia) utilizaram a nota.

Para optar por essa forma de ingresso, os estudantes devem apresentar um documento impresso no site do Sisu com a nota do Enem. Com uma média maior que 450 pontos, pode participar da concorrência para ingressar na graduação escolhida. Oito dos nove cursos de graduação da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP) possuem ingresso pela nota do Enem - a exceção é Medicina. Os vestibulandos devem ter nota mínima de 600 na Redação e na média das provas.

Os interessados devem se inscrever no site da Strix Educação para participar do processo seletivo a partir do número de vagas. A inscrição é gratuita e ainda não tem prazo para ser iniciada.

A Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) ainda não possui informações detalhadas sobre o processo seletivo com a nota do Enem, apenas que a campanha deste semestre vai ocorrer após a aplicação do exame. No último ingresso com a pontuação da prova, não foram disponibilizadas vagas para Medicina. Até agosto deste ano, quem optasse por usar a nota do Enem poderia receber até 60% de desconto.

Os vestibulandos também podem aproveitar a pontuação do Enem para ingressar na Unifacs. A instituição reserva 40% das vagas de cada curso e turno para o processo seletivo por meio do Exame Nacional do Ensino Médio. A única exceção é Medicina. Os interessados podem usar o resultado desde 2009 para se inscrever no site da instituição.

As inscrições são habilitadas após a aplicação da prova pelo Inep, que será nos dias 3 e 10 de novembro.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro


Fascículos no CORREIO trazem temas para revisão

O jornal CORREIO publica até o dia 30 de outubro 18 fascículos especiais do 13º projeto Revisão Enem 2019. Com simulados que são disponibilizados no site do jornal (correio24horas.com.br/enem), os conteúdos contam com uma série de questões objetivas, realizadas pelo SAS Educação, para os estudantes testarem seus conhecimentos nas disciplinas cobradas no Enem.

Além disso, sempre às quartas-feiras, o site Correio 24 horas conta com videoaulas, que podem ser acessadas na íntegra na página: www.correio24horas.com.br/revisao. Na versão impressa e no site do CORREIO é possível acompanhar conteúdos focados em temas que auxiliam os alunos no processo de estudo, com artigos diversos, dicas de como estudar e macetes para fazer um bom exame. O projeto tem o oferecimento da Rede FTC.

ASSISTA À VIDEOAULA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS NO SITE CORREIO24HORAS.COM.BR/REVISAO.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas