Depressão em céu azul

kátia borges
11.05.2019, 05:00:00

Depressão em céu azul

Afaguei a tristeza por tanto tempo que ela se apegou a mim, assim como fazem os cães mais solitários. Devo ser agora responsável se a cativei? Observo como segue o meu itinerário, ressentida de afagos, quando estou feliz. Olhos pequenos a espreitar melancolias, minha amiga imaginária aguarda o dia em que ouviremos Karen Dalton outra vez. E, algumas noites, a sós, pensarei que eu lhe devo algo.

Esse poema nasceu daquilo que a tristeza fez, rumina em silêncio o equinócio. Veio de certo pesadelo breve, no qual a vida parecia não fazer sentido. Folheio o livro. A casa pequena da infância no desvão do peito, com suas delicadezas e monstros, oscilando perigosamente entre o solo e o abismo. Vivemos esse dilema juntas, isso eu sei. E não tem sido fácil deixar que se desfaça o nosso vínculo.

Mas a verdade é que, aos poucos, já me pego rindo. E é como se, traindo um animal ferido, a minha alma farejasse novamente o ciclo das estações. Amores que duram séculos pedem empenho exaustivo. Somos deuses apolíneos, a rolar pelas ruas do bairro pneus de caminhão de 80 quilos. Até que os músculos desistam desses exercícios, ingênuos Sísifos, reinventaremos percursos heroicos sob o Sol.

A tristeza é como aqueles amores antigos, que nas reuniões do colégio não resistem cinco minutos. Resta intacto, quando muito, o riso, emoldurado por cabelos brancos que denunciam, qual Narciso, o reflexo do que olhamos. O encontro. E voltamos para nossas casas cantarolando alegremente, com Nina Simone, a canção que fala sobre a arte de levantar da mesa quando o amor não está mais sendo servido.

A arte de perder não é nenhum mistério, recita Bishop, o meu verso predileto. E entendo finalmente o poema de Cecília Meireles e seu motivo. Nem alegre e nem triste, atravesso as noites e os dias. À tristeza, digo: já não é possível sonhar com um final feliz para nós. Estando hoje a nu sob o céu, sem pai ou mãe, vou descobrindo. Pouco importa onde fica vênus em meu signo ou qual ascendente tornaria mais leve ter nascido com o Sol em Capricórnio. A tristeza não combina mais comigo.

A tristeza não combina mais comigo. Repito para ter certeza de que não minto. Confesso que duvido. E ouço Something on your mind outra vez. Enquanto escrevo, em busca de vestígios, imagino tudo que se foi. Temo que ela tenha levado a poesia consigo, algumas separações revelam toda espécie de pequenez. Mudo o disco. “Não preciso que me digam de que lado nasce o Sol, porque bate lá meu coração”.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netflix-divulga-teaser-da-terceira-temporada-de-the-crown/
A nova temporada irá focar no período da Guerra Fria, entre 1964 e 1977
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gravida-passa-mal-apos-incendio-em-predio-de-brotas-veja-video/
Mulher foi atendida pelo Samu; causa do incêndio é desconhecida
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/marinheiro-salvou-filho-durante-incendio-em-lancha-na-baia-de-todos-os-santos/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-armado-invade-shopping-de-salvador-e-assusta-clientes/
Ele é suspeito de praticar assaltos em uma passarela perto do estabelecimento
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anelis-assumpcao-apresenta-show-inedito-em-salvador-neste-sabado/
Anelis & Os Gostas é atração do Intercenas Musicais, na Commons
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pai-e-preso-por-afogar-filho-de-2-anos-em-bacia-para-fazer-ex-sofrer/
Ele contou a amigo que foi traído pela mãe da criança e queria se vingar
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/black-alien-fala-sobre-novo-disco-estou-sendo-eu-mesmo/
Lançado em abril, Abaixo de Zero: Hello Hell é apresentado no Pelourinho neste sábado (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-procura-casal-que-roubou-r-400-mil-de-idosas-na-barra-veja-video/
Irmãs, vítimas têm 89 e 93 anos; homem e mulher entraram disfarçados em prédio
Ler Mais