Deputada Federal Flordelis participa de reconstituição de morte do marido no Rio

brasil
22.09.2019, 11:42:33
Atualizado: 22.09.2019, 11:45:10

Deputada Federal Flordelis participa de reconstituição de morte do marido no Rio

Os trabalhos só terminaram por volta das 4h deste domingo (22)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) participou na noite deste sábado da reconstituição do assassinato do seu marido, o pastor Anderson do Carmo, morto há três meses na casa da família, em Niterói, na região metropolitana do Rio.

Segundo a Polícia Civil, a reprodução simulada da morte do pastor teve como objetivo "dirimir dúvidas em relação à dinâmica do crime".

A reconstituição começou pouco depois de 21h30, se estendendo pela madrugada. Os trabalhos só terminaram por volta das 4h deste domingo.

Além de Flordelis, outras 12 pessoas participaram da reconstituição. A previsão para conclusão do laudo dos agentes é de 30 dias.

Na terça-feira passada, 17, policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) realizaram uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão em endereços ligados à deputada Flordelis.

Os agentes foram a quatro endereços da parlamentar: além da casa da família em Niterói, os policiais também estiveram num apartamento funcional em Brasília, no gabinete da deputada no Rio e num imóvel da família em Jacarepaguá, na zona oeste da capital fluminense.

Os agentes procuravam celulares, computadores e documentos que ajudassem nas investigações sobre as motivações para o assassinato de Anderson.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas