Detentas protestam contra saída de diretora da Mata Escura

salvador
26.02.2019, 23:00:00
Atualizado: 26.02.2019, 23:00:58

Detentas protestam contra saída de diretora da Mata Escura

Elas mandaram para Seap uma carta com 83 assinaturas - são 98 presas no total

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Detentas do Conjunto Penal Feminino, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, protestaram nesta terça-feira (26), durante o banho de sol, contra a saída da atual diretora Luz Marina.

As presas enviaram uma carta ao diretor da Secretaria de Administração Penitenciária da Bahia (Seap), Nestor Duarte, com 83 assinaturas – até o dia 20, eram 98 presas, num espaço com capacidade para somente 132.

Na carta, elas dizem que Luz Marina, que não foi localizada pelo CORREIO, realiza trabalho “visando a ressocialização, como também a restauração e a reconstrução das internas” da unidade.

Luz Marina é agente penitenciária concursada. Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários da Bahia, a saída dela seria para atender a demanda política.

No lugar, entraria a advogada Karina Moitinho, atual diretora da Casa do Albergado e Egressos. A Seap não confirmou a mudança, mas declarou que “o rodízio de diretores, que é realizado rotineiramente, tem por finalidade contribuir com a troca e implantação de ações exitosas”.

Também nesta terça, os detentos Orlando Lázaro Bessa dos Santos e Carlos Alexandre de Jesus dos Santos fugiram da Colônia Penal Lafayete Coutinho, pulando o muro da unidade. Até a noite de hoje, eles ainda não haviam sido recapturados.
 

Orlando Lázaro Bessa dos Santos (Foto: Divulgação Seap)

Carlos Alexandre de Jesus dos Santos (Foto: Divulgação Seap)


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas