Dicas para empreender com inovação na temporada junina

economia
03.06.2019, 07:00:00
Tuiza apostou na receita do ‘pega marido’ para quadruplicar a venda de bolos regionais no São João (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

Dicas para empreender com inovação na temporada junina

Especialistas recomendam manter o regionalismo, mas buscar estratégias para sair do comum

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


O bolo tem uma textura macia e também leva queijo. Mas a iguaria não é só mais um sabor novo disponível no cardápio do Rancho do Bolo. Sócia da rede, Tuiza Barreto garante: ele ‘pega marido’ sem nem precisar colocar o pobre do Santo Antônio de cabeça para baixo. “É um bolo de leite bem tradicional, com gostinho de interior e que brinca com as tradições juninas em torno do santo casamenteiro. Além de ser um produto novo, rola um engajamento bacana nas redes sociais”, destaca a empresária. 

Esta é só uma das inovações que o Rancho do Bolo desenvolveu para fisgar o consumidor pelo ‘bucho’ e conquistar, sobretudo, a clientela das solteiras. A expectativa é quadruplicar a venda de bolos regionais em junho. “Apesar de trabalharmos com um produto tão tradicional, o mercado hoje é extremamente competitivo e o cliente está cada vez mais exigente. Para se diferenciar, a gente precisa estar em constante movimento, seja através do lançamento de um novo produto ou de uma nova experiência”, explica Tuiza.

E a solução é mesmo inovar no produto e no serviço para sair na frente da concorrência e ganhar um dinheiro abençoado pelos santos juninos. Segundo o cofundador da Escola de Empreendedorismo Sempreende, Altair Camargo, quem quer faturar mais no período de São João vai precisar ir além do milho e do amendoim, porém, mantendo a tradição.

“Muitas pessoas, por exemplo, estão evitando comer glúten ou lactose. Inove produzindo as comidas típicas de São João adaptadas. Outra tendência é a das festas intimistas, afetivas. Talvez se especializar em decoração e organização de festas com esse estilo possa ser uma alternativa para sair do comum e atingir um público diferente”, aconselha.

Mais ideias

De olho nessas tendências, a proprietária da Fit Prime, Kallen Dantas, foi em busca de uma receita  de bolo de milho, paçoca e canjica sem açúcar. No mix de produtos juninos entrou também o arroz de leite e o brigadeiro de pasta de amendoim. “Tudo foi desenvolvido em cima de muito teste e estudo. São pessoas que têm restrições alimentares e acabam se privando de muitas coisas, principalmente em datas como o São João”, diz.

Kallen é do município de Teixeira de Freitas, no Extremo Sul da Bahia. Até o fim do mês passado, a nutricionista tinha, pelo menos, 20 encomendas de bolos para o São João. Ela também fornece os produtos para a cafeteria Fino do Leite e tem até blogueira da região fazendo desafio fit com os seus produtos juninos. “A procura por alimentação saudável é cada vez maior. Eu apostei muito na propaganda e em desenvolver um produto com qualidade. É preciso dar atenção a esse público, sentir a dificuldade e trazer uma solução”, completa a nutricionista. 

Outro ponto fundamental é focar na personalização, como destaca o gerente regional do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em Santo Antônio de Jesus, Carlos Henrique Oliveira. “Quando você for entregar esse produto, tente fazer com que ele seja único. A entrega de uma maneira diferente  vai tornar o feedback muito melhor. Vale a criatividade. São coisas que chamam a atenção do cliente”. 

O gerente regional do Sebrae também enumera mais algumas sugestões de negócios: “Uma boa alternativa é investir no congelado, mingau, bisnagas congeladas da massa do bolo, coisas que permitam que as pessoas possam consumir esses produtos em outra época. Outra opção é inovar nos recheios do bolo. Assim, é necessário se adequar a  demanda”.   


CINCO DICAS IMPORTANTES PARA GANHAR DINHEIRO NO SÃO JOÃO

1. Entenda as tendências de mercado Crie produtos que atinjam o público que faz parte dessas tendências. Foque em um nicho específico e ofereça soluções de acordo com desejos e necessidades desse mercado.  

2. Se antecipe  Quanto antes, melhor. O consumidor precisa saber onde vai encontrar esses produtos e serviços juninos. Prepare-se para atender a demanda. É importante ser ágil nas respostas. Muitos clientes que compram esses produtos têm pressa e valorizam a disponibilidade imediata. 

3. Inove Ainda que se trate de uma data tradicional, é possível adotar estratégias para ganhar da concorrência. A dica é oferecer algum produto ou serviço exclusivo. Que tal oferecer o serviço de maquiagem ao cliente que vai em busca do vestido ou criar um novo sabor de pamonha? 

4. Valor agregado  Se torne referência. Para que essa estratégia seja duradoura, além de rentável, é importante que ela esteja de acordo com os pontos fortes do empreendedor, seus valores e com o que ele gosta de fazer.

5. Praticidade e comodidade  Desenvolva um processo de logística que agrade ao cliente, que faça com que  ele tenha o produto em menor tempo possível e que esse produto chegue para ele no melhor grau de qualidade. Aposte na apresentação, embalagem e também em boas condições de pagamento.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cheias-de-bossa-bebel-gilberto-lanca-parceria-com-martnalia/
Confira também o clipe Hipnose, de Larissa Luz, e a canção Caxixi, de Mariene de Castro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-o-video-filha-interrompe-entrevista-por-videochamada-e-vira-sensacao-nas-redes/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bia-doria-e-val-marchiori-geram-revolta-ao-falar-de-sem-teto-gostam-de-ficar-na-rua/
Socialite e primeira-dama do estado de SP disseram que pessoas não vão para abrigos pois 'não querem responsabilidades'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/leonardo-villar-protagonista-de-o-pagador-de-promessas-morre-aos-96-anos/
Ele eternizou o personagem Zé do Burro em filme premiado que se passa na Bahia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ciclone-bomba-onda-derruba-portao-e-invade-garagem-de-predio-em-sp-assista/
Ressaca atingiu praias na Baixada Santista e deixou rastro de destruição
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mestre-lourimbau-e-localizado-e-esta-internado-em-hospital-no-pau-miudo/
Parentes e artistas fizeram campanha para encontrar berimbalista de 72 anos
Ler Mais