Documentário que homenageia Mãe Carmem do Gantois estreia em janeiro na GloboNews

ronaldo jacobina
22.12.2020, 05:00:00

Documentário que homenageia Mãe Carmem do Gantois estreia em janeiro na GloboNews


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os registros dos bastidores do encontro musical de artistas como Gilberto Gil, Gal Costa, Alcione, Ivete Sangalo, Marisa Monte,dentre outros, captados durante as gravações do álbum Obatalá, lançado no ano passado para celebrar os 90 anos da ialorixá Mãe Carmen do Gantois, renderam um documentário homônimo que estreia no dia 10 de janeiro de 2021, às 23h, na GloboNews. Obatalá, o Pai da Criação é uma produção do canal em parceria com a Gege Produções. 

Ritos do Candomblé
Assim como o disco – que foi indicado ao Grammy Latino 2020 na categoria Melhor Álbum de Raízes em Língua Portuguesa – o documentário tem o objetivo de perpetuar o legado da produção musical usada nos ritos religiosos do candomblé. 

(Divulgação)
Gilberto Gil foi é um dos artistas que gravou para o documentário
(Erica Ribeiro/Divulgação)
Katia Borges estreia na crônica

A teoria da felicidade
Autora de cinco livros de poemas e um livro de contos, a jornalista Kátia Borges está com seu primeiro livro de crônicas na praça. A Teoria da Felicidade, que saiu pela Editora Patuá, reúne uma seleção de 43 textos publicados no jornal Correio, ao longo dos últimos dois anos. O livro tem apresentação de Antônio Torres, imortal da Academia de Letras Brasileira, posfácio de Lima Trindade e orelhas assinadas por Sérgio Tavares. O livro pode ser adquirido no link https://www.editorapatua.com.br/produto/236970/a-teoria-da-felicidade-de-katia-borges.

(Divulgação)
Marcelo Terça-Nada é um dos palestrantes do Ciclo Ativa Diálogos Plurais

Diálogos plurais
O I Ciclo Ativa Diálogos Plurais, evento virtual que vai reunir artistas e estudiosos de todo o país para discutir arte contemporânea e resistência, vai promover 10 encontros entre os meses de janeiro e março de 2021, todas as segundas-feiras, às 19h, por meio da plataforma Zoom. A proposta, organizada pelos artistas visuais Lanussi Pasquali e Fábio Gatti, é uma iniciativa do Ativa Atelier Livre. Dentre os nomes confirmados estão Tiganá Santana (BA), Denilson Baniwa (AM/RJ), Marcelo Terça-Nada (MG/BA) e Gabriela Leandro Gaia (ES/BA). A ideia dos organizadores é transcrever as discussões para produzir um livro. 

Volta das pequenas
Falando em livros, depois do fechamento das grandes redes de livrarias, chegou a vez das pequenas voltarem a ocupar os espaços perdidos. A livraria Leitura acabou de inaugurar uma unidade no segundo piso do Shopping da Bahia. A loja tem mais de 400 m&³2; e uma sessão dedicada a jogos, games e itens de papelaria.

(Divulgação)
Empresário Aloisio Lôro Melo e o diretor Pico Garcez

25 verões
O Grupo Lôro festeja seus 25 anos com uma mini web série dirigida pelo premiadíssimo Pico Garcez. O primeiro episódio foi exibido ontem (21) na inauguração do novo Lôro na Bahia Marina, e apresenta o primeiro dos 25 verões da antiga Barraca do Lôro, contado por amigos e parceiros de Aloisio Melo, o Lôro, presentes nesta trajetória. Os episódios serão disponibilizados nas redes sociais da marca.

(Divulgação)
Gal Costa vai cantar no Rock the Mountain 2021

Baianos na Serra
Caetano Veloso, Gal Costa e Silva são alguns dos novos nomes que compõem o line up do Rock the Mountain 2021, evento marcado para acontecer nos dias 13 e 14 de novembro, em Itaipava, região serrana do Rio de Janeiro. Além de dezenas de horas de música ao vivo divididas em seis palcos, o Rock the Mountain 2021 promete experiências com arte, moda, gastronomia, entretenimento e muito mais. 

(Divulgação)
Lilih Curi faturou um Candango no Festival de Brasília

Tem Candango na Bahia
A Bahia trouxe dois troféus Candango para casa. Selecionados entre os 18 filmes do Festival de Cinema de Brasília, um dos mais importantes do país, o longa-metragem de ficção Longe do Paraíso, do roteirista e diretor baiano, Orlando Senna, ficou com o prêmio do Júri Popular, enquanto o curta Distopia, roteirizado e dirigido por Lilih Curi, recebeu o troféu de melhor som. 


 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas