Dos 20 clubes da Série A, nove contrataram durante a pandemia

e.c. bahia
01.07.2020, 05:03:00
Atualizado: 01.07.2020, 14:49:02
Caíque, Fessin, Saldanha e Gustavo foram promovidos ao elenco principal (Felipe Oliveira/ EC Bahia/ Divulgação)

Dos 20 clubes da Série A, nove contrataram durante a pandemia

Bahia mantém cautela e aposta em reforços do extinto time de aspirantes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Em todo o mundo, é unânime a ideia de que os clubes vão sofrer prejuízos financeiros por causa da pandemia do novo coronavírus. Alguns como o Bahia, por exemplo, já têm sentido na pele as dificuldades econômicas dos quase quatro meses sem disputar uma partida.

Por conta da paralisação do calendário, o tricolor viu sua arrecadação cair de forma drástica e convive com a falta ou redução de pagamento do que teria que receber em alguns contratos.

Porém, enquanto a maioria das equipes vive na corda bamba para equilibrar as finanças, outras seguem na contramão e usam o momento sem jogos para reforçar os seus elencos.

Entre os 20 clubes que disputarão a Série A do Brasileirão, nove anunciaram novas contratações durante a pandemia. Athletico Paranaense e Atlético Mineiro foram de longe os times que mais contrataram no período.

O Furacão vive momento diferente dos outros clubes brasileiros. Com dinheiro em caixa após conquistas de títulos importantes nas duas temporadas passadas - Copa Sul-Americana 2018 e Copa do Brasil 2019 - e as vendas de jogadores como Léo Pereira e Bruno Guimarães, a equipe ganhou um fôlego no caixa ao negociar o zagueiro Robson Bambu com o Nice, da França, por oito milhões de euros (cerca de R$ 47 milhões).

Mesmo assim, o rubro-negro paranaense seguiu o padrão de tentar descobrir joias e recuperar atletas. A única exceção foi o zagueiro colombiano Felipe Aguilar, por quem a equipe desembolsou R$ 10 milhões. Além dele, outros seis foram incorporados: o zagueiros Edu, os meias José Aldo e Jaime Alvarado, além dos atacantes Walter, Geuvânio e Daniel Martins.

O meia Evandro, que ficou livre após o fim de contrato com o Santos, negocia com o time paranaense e pode ser mais uma novidade.

Já em Minas Gerais, o Galo tem apostado em contratações milionárias. Mesmo devendo salários aos jogadores e reduzindo as remunerações dos funcionários durante a pandemia, o alvinegro atendeu ao pedido do técnico argentino Jorge Sampaoli e já trouxe cinco nomes.

A mais badalada dela foi o atacante baiano Keno, que estava emprestado pelo Pyramids, do Egito, ao Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, e chegou ao Atlético pelo custo de R$ 12,3 milhões. Já pelo atacante Marrony, revelação do Vasco, a equipe de Minas pagou R$ 20 milhões.

O clube conta com a MRV Engenharia e o Banco BMG para bancar as contratações e, além da dupla, tem acertos com o zagueiro Bueno e os volantes Léo Sena e Alan Franco. O Galo negocia ainda com o zagueiro paraguaio Júnior Alonso, que estava no Boca Juniors, e mira um centroavante. Entre os cotados está Lucas Pratto, atualmente no River Plate.

Por falar em atacantes, Fluminense e Corinthians apostaram na mesma fórmula e repatriaram ídolos do ataque. Enquanto o time carioca anunciou o retorno do ídolo Fred, que foi rebaixado para a Série B com o Cruzeiro no ano passado, o Timão acertou com Jô, cria do clube e que estava no futebol japonês.  

Além dos clubes já citados, Atlético Goianiense, Botafogo, Ceará, Fortaleza e Sport fizeram pelo menos uma contratação cada no período de pandemia de covid-19. Enquanto isso, Bahia, Bragantino, Coritiba, Flamengo, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco seguem zerados.

Reforços da casa 
No Bahia, o presidente Guilherme Bellintani tem batido na tecla de que o clube não vai fazer contratações enquanto a crise provocada pela pandemia não for amenizada. Mas isso não quer dizer que o técnico Roger Machado não ganhará reforços.

Desde o retorno aos treinos presenciais na Cidade Tricolor, o elenco do Esquadrão ganhou dez novas peças. São jogadores que faziam parte do time de aspirantes, projeto que foi encerrado para reduzir custos.

Além deles, o zagueiro Everson e o lateral Matheus Silva, que estavam emprestados ao Paraná e Farense-POR, respectivamente, voltam ao clube e vão ter as suas situações analisadas nos próximos dias. A tendência é a de que eles não sejam aproveitados e sejam negociados.

Quem se despediu do tricolor na terça-feira (30) foi o atacante Arthur Caíke. No clube desde o ano passado, ele teve o vínculo de empréstimo encerrado. O Bahia tinha o interesse na renovação, mas o cenário mudou após o início da pandemia. Arthur pertence ao Al-Shabab, da Arábia Saudita.

Antes, o Esquadrão já tinha definido a situação do meia Eric Ramires, que está emprestado ao Basel-SUI. O vínculo do jogador com o clube europeu foi estendido por mais dois meses, até o fim da temporada no país. O Basel tem a opção de compra ao final do empréstimo por cerca de seis milhões de euros.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pf-cumpre-mandados-contra-quadrilha-que-fraudou-mais-de-r-4-milhoes-do-inss/
O grupo é investigado por, pelo menos, 80 benefícios previdenciários suspeitos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/5-filmes-que-voce-deve-assistir-para-apreciar-as-trilhas-de-ennio-morricone/
Compositor, que morreu aos 91 anos, era grande nome da música no cinema
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-baiano-hiran-lanca-segundo-disco-galinheiro/
Disco tem participações especiais de Tom Veloso, Majur e outros artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-tratar-a-dor-da-chikungunya-entenda-fases-da-doenca/
Registro de casos aumentou 440% na Bahia nos últimos seis meses; sintoma pode se tornar crônico e durar anos
Ler Mais