Dos buquês para casa: como cuidar das angelônias e fazer elas durarem mais

se plante
17.09.2021, 05:11:00
Atualizado: 17.09.2021, 07:09:03

Dos buquês para casa: como cuidar das angelônias e fazer elas durarem mais

Veja dicas de como cultivar a planta
(Foto: Reprodução)

Velha conhecida como flor de corte em buquês e arranjos duradouros, a Angelônia vem conquistando cada vez mais espaço na jardinagem doméstica, invadindo canteiros e até varandas de apartamentos. Isso porque novas variedades têm surgido no mercado prometendo florações ainda mais persistentes e maior resistência às doenças.

Nativa das Américas, é uma ótima pedida para solos baianos por apreciar ambientes quentes e úmidos. Em boa parte do nosso estado, com clima tropical, pode se comportar como planta perene de até 60 cm de altura, sendo capaz de produzir diversas florações ao longo do ano. Após cada floração, recomenda-se realizar uma poda intensa e investir no replantio anual, próximo da primavera.

Rústicas e delicadas ao mesmo tempo, as Angelônias são encontradas em diversas tonalidades, como branco, rosa, lilás, arroxeadas e até mescladas. As espigas floridas lembram muitas vezes bocas-de-leão ou pequenas orquídeas. E há quem diga que possuem aroma levemente frutado, semelhante às maçãs ou uvas.

Pena que vídeos não têm cheiro, hein? Mas aproveite para se inspirar com as dicas da nossa nova colunista Briza Menezes! Às sextas-feiras, na coluna SE PLANTE você vai encontrar vídeos inéditos sobre jardinagem no site, YouTube e nas redes sociais. Então, se plante e já dá um play aí!

Ao vivo para a primavera! 
A primavera já acena com as boas novas e estamos preparando uma live especial para celebrar a chegada da estação mais florida do ano! No dia 22 de setembro, às 14h, você confere no Instagram do @correio24horas um papo sobre o cultivo de flores na Bahia. Vamos conhecer as espécies que melhor se adaptam ao nosso clima, incluindo dicas de regas, propagação, adubação, podas, dentre outras. Anota na agenda pra não perder!

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas