Doze presos fogem de Complexo da Mata Escura; veja fotos

salvador
20.04.2020, 14:52:58
Atualizado: 20.04.2020, 19:27:15
(Foto: Sinspeb/Divulgação)

Doze presos fogem de Complexo da Mata Escura; veja fotos

Fuga ocorreu na madrugada; um fugitivo foi encontrado morto e outro foi recapturado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Doze presos que estavam custodiados na Unidade Especial Disciplinar (UED), no Complexo Pentenciário da mata Escura, em Salvador, fugiram na madrugada desta segunda-feira (20). As informações são do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb). 

Em nota, o sindicato informou que os doze detentos saíram das celas e acessaram a parte externa do Complexo após romperem a estrutura que estava totalmente corroída por ferrugem. Eles escaparam por um matagal. Um dos detentos foi encontrado morto e outro foi recapturado por policiais. Dez ainda estão sendo procurados. Os Policiais Penais que estavam de plantão conseguiram evitar a fuga de um número maior de presos, informa o sindicato.

(Foto: Sinspeb/Divulgação)
(Foto: Sinspeb/Divulgação)
(Foto: Sinspeb/Divulgação)
(Foto: Sinspeb/Divulgação)

A UED, de onde os presos fugiram, está parcialmente interditada. A Unidade foi construída para ser de segurança máxima. Para o vice-presidente do Sinspeb, Fernando Fernandes, as más condições do lugar acabam favorecendo as fugas.

"São diversos problemas estruturais que acabam favorecendo as fugas. As portas eram acionadas de forma remota e encontram-se atualmente todas quebradas.Temos problemas elétricos. A Unidade Especial Disciplinar foi construída para ser a unidade prisional de segurança máxima do Estado, mas hoje não passa de um prédio em ruínas", declarou.

A Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap) disse que as informações sobre a fuga estão sob sigilio da direção do presídio e que, até o momento, nenhum dos detentos foi recapturado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas