Drone registra 64 mil tartarugas em santuário marinho na Austrália; veja vídeo

em alta
11.06.2020, 18:19:00
Atualizado: 19.06.2020, 14:28:12
A tartaruga-verde é considerada em risco de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (Foto: reprodução)

Drone registra 64 mil tartarugas em santuário marinho na Austrália; veja vídeo

Raine Island é a maior colônia de tartarugas verdes do mundo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


 

Cerca de 64 mil tartarugas verdes foram avistadas próximo à Ilha Raine, na Grande Barreira de Corais da Austrália, o maior local conhecido de reprodução das tartarugas marinhas. Uma equipe de cientistas australianos registrou as imagens através de drones em dezembro, mas só as divulgadou agora. 

Espécie encontrada em regiões tropicais e sub-tropicais, a tartaruga-verde (Chelonia mydas) é considerada em risco de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Entre as causas estão a caça desenfreada, a poluição de praias que servem como ninhos para seus ovos e a captura acidental em redes de pesca de peixes. 

Por esse motivo, cientistas estão acompanhando de perto os números de membros da espécie. Recentemente, a equipe de pesquisadores do Departamento de Meio Ambiente e Ciência do estado australiano de Queensland publicou um artigo descrevendo o uso de drones como o método mais eficaz para contar as espécimes. Antes, a equipe utilizou uma tinta atóxica para marcar os cascos das tartarugas mas o método se mostrou falho já que havia um número muito grande de tartarugas para se contar no olho.

A nova técnica permitiu provar que a região é de fato o maior local de reprodução de tartarugas marinhas conhecido. Apesar de o vídeo trazer uma bela visão da natureza, nem tudo é positivo. Em entrevista à CNN, o pesquisador Andrew Dunstan contou que, durante o processo, a equipe identificou que a reprodução das tartarugas não estava acontecendo tão bem como deveria para um grupo de indivíduos tão grande. 

As razões ainda não estão totalmente claras, mas um motivo encontrado pelos cientistas foi que as praias onde os ovos são colocados estavam alagando mais frequentemente. A equipe também disse em comunicado à imprensa que está intervindo na ilha para protegê-la e tornar o habitat mais amigável para a reprodução dos répteis.

------

Mundo Sustentável
Para mostrar como a sustentabilidade é algo próximo e possível, o CORREIO criou o projeto Mundo Sustentável, com conteúdos diversos sobre iniciativas que tornam a vida melhor. Diariamente e até o final do mês de junho, você poderá acompanhar nas redes sociais, no site, jornal impresso e na plataforma bit.ly/mundosustentavelcorreio, as informações sobre como se pode melhorar as ações do dia a dia para que todos possam ter mais qualidade de vida.

O Mundo Sustentável tem o patrocínio do Hapvida, Sotero Ambiental e Bracell, a parceria do Sebrae e o apoio da Claro e Yamana Gold.


O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas