É O Tchan é investigado por placas de 'Ordinárias' e 'Inocentes'

salvador
09.11.2017, 17:43:00
Atualizado: 09.11.2017, 17:57:13
Beto Jamaica e Compadre Washington, vocalistas da banda (Foto: Arquivo CORREIO )

É O Tchan é investigado por placas de 'Ordinárias' e 'Inocentes'

MP-BA pede que inscrições sejam retiradas de banheiros em ensaios

O grupo É O Tchan está sendo investigado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por conta das placas usadas nos banheiros no primeiro ensaio da banda este ano, no Clube Espanhol, na Barra, dia 29 de outubro. O espaço feminino foi rotulado como "Ordinárias" e o masculino sinalizado como "Inocentes".

Segundo o MP-BA, a promotora Lívia Santana Vaz, coordenadora do Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher e População LGBT (Gedem), soube do caso através das redes sociais e instaurou de ofício um procedimento investigativo.

A promotora vai expedir uma recomendação para que sejam retiradas as inscrições, e para que elas não sejam fixadas novamente, assim como termos similares, nos próximos ensaios. A data em que a documentação será expedida não foi informada.

As placas fazem referência a dois bordões dos vocalistas da banda, Beto Jamaica e Compadre Washington: 'quebra, ordinária' e 'sabe de nada, inocente'. Eles são repetidos durante os shows e gravações do grupo.

Procurada, a produção do É O Tchan se pronunciou em nota informando que o grupo ainda não foi notificado sobre o caso. "O É o Tchan é uma banda marcada por bordões, que ficaram conhecidos por brincadeiras dos artistas com o seu público. Em relação à acusação, a nossa produção não recebeu nenhuma notificação", diz o comunicado.

Na próxima semana, a banda fará duas apresentações em Salvador.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas