Educação no Brasil precisa passar por uma revolução, diz empreendedor

agenda bahia
09.11.2016, 16:42:00
Atualizado: 03.11.2017, 22:55:14

Educação no Brasil precisa passar por uma revolução, diz empreendedor

Palestrante no Fórum Agenda Bahia lembrou que faltam políticas públicas para os jovens que deixam a escola

Dizer que a educação é a única – ou a melhor – saída para os problemas da humanidade já virou lugar-comum. Não está errado; pelo contrário. Mas como será mesmo a escola que é capaz de transformar a sociedade e até de tornar o país mais competitivo?

Certamente, não é a escola que conhecemos hoje. Pelo menos é o que defende o empreendedor social Marcel Fukayama, cofundador do Sistema B Brasil e da Din4mo, uma empresa que busca fortalecer empreendedores sociais. “Uma educação que tem um ambiente do século XIX, um professor do século XX e um jovem do século XXI não vai funcionar. A escola não tem mais relevância para o jovem hoje.

Marcel Fukayama começou a empreender aos 17 anos (Foto: Evandro Veiga / CORREIO)

"Precisamos revolucionar a educação”, afirmou Fukayama durante sua palestra no Fórum Agenda Bahia. Para Fukayama, não existem sequer políticas públicas que consigam atingir os jovens que deixam a escola – hoje, cerca de 1,5 milhão de jovens estão fora do ensino médio. “O professor é o principal agente de transformação na educação e hoje ele não se sente valorizado, não tem instrumentos, se sente perdido e se sente excluído da própria discussão entre os jovens”, pontuou.

O problema é que, segundo ele, o Brasil tem ido na contramão do resto do mundo. Um dos caminhos, para ele, é promover uma discussão complexa e profunda sobre a educação básica no país. E isso vai muito além da polêmica reforma do ensino médio, proposta pelo governo federal em setembro, através da Medida Provisória 746/2016.

Só que, ao mesmo tempo, a discussão também precisa observar as individualidades dos jovens. Segundo Fukayama, um terço dos jovens com idades entre 15 e 29 anos que vivem na Grande São Paulo (a Região Metropolitana Paulista) está desempregado. Fukayama, aos 17 anos, começou a empreender quando, no início da década de 2000, fundou uma das primeiras lan houses de São Paulo.


Relacionadas
Correio.play
Ator agrediu camareira que tentou apartar briga entre ele e Luana Piovani em 2008
Ler Mais
Apesar da vibe ruim para as produções de heróis, é possível que Cage volte a aparecer em Jessica Jones
Ler Mais
Os dez deputados federais mais votados do País valerão cerca de R$ 230 milhões
Ler Mais
Acordo temporário suspendeu liminar de proibição até data definida para o mês de novembro
Ler Mais
Harry manteve contato físico com o público na Austrália; veja vídeos que mostram os momentos de lágrimas
Ler Mais
Antes caçador, carioca será perseguido por adversários a partir do Brasil Ride, que começa domingo (21)
Ler Mais
Sauditas imputam a morte de Khashoggi a uma "luta" dentro do consulado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jorge-portugal-da-dicas-para-prova-de-redacao-do-enem-assista/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/suspeita-de-mortes-em-maragojipe-fala-sobre-relacao-com-pai-e-marido-das-vitimas/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pai-de-preso-da-lava-jato-e-autuado-por-trabalho-escravo-na-bahia/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/filme-legalize-ja-celebra-musica-e-amizade-de-marcelo-d2-com-skunk/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/afro-fashion-day-pelourinho-recebe-seletivas-de-modelos/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/samsung-lanca-tablet-focado-em-produtividade-por-r-4299/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/passageira-relata-desespero-e-gritaria-em-aviao-atingido-por-raio/