Efeitos da pandemia: Tensão pode levar à quebra e até mesmo à perda de dentes

estúdio correio
18.05.2021, 06:00:00
Dentes trincados ou totalmente comprometidos em decorrência de bruxismo (Shutterstock)
Estúdio Correio -

Efeitos da pandemia: Tensão pode levar à quebra e até mesmo à perda de dentes

Assunto é tema do Programa Saúde e Bem-Estar desta terça-feira (18)

Desde a retomada das atividades nas clínicas de odontologia, em Salvador, no ano passado, profissionais passaram a observar um fenômeno em alguns pacientes. Dentes trincados ou totalmente comprometidos em decorrência de bruxismo. Aos que desconhecem o termo, a condição nada mais é do que o ato caracterizado pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono. A pressão provocada pela desordem pode causar o desgaste e amolecimento dos dentes. Em casos mais graves, chegam a ser gerados problemas ósseos, na gengiva e na articulação da mandíbula.

De acordo com a ortodontista Candice Belchior, o bruxismo pode ter várias causas porém a principal delas costuma ser de ordem emocional, a exemplo do stress, ansiedade e depressão. “As causas mais frequente do bruxismo são os problemas psicossomáticos, e a pandemia aumentou o nível de stress da pessoas, por isso ao longo desse ano, registramos um aumento expressivo de pessoas que chegam com dentes trincados ou quebrados”, explica Candice, que participará nesta terça-feira (18), às 18h, do Saúde e Bem-Estar, programa ao vivo transmitido através do Instagram do Jornal Correio, com apresentação do jornalista Jorge Gauthier.

A especialista, que irá tirar dúvidas e trazer informações sobre as causas e tratamentos para o bruxismo durante o programa, destaca que as pessoas devem estar atentas a alguns sintomas que podem indicar a presença do problema. Ela ressalta que é necessária a busca pelo diagnóstico junto a um profissional para que danos maiores não sejam provocados.

“Por ser uma desordem que ataca durante o sono, pode ser mais difícil identificar, porém sinais como dores de cabeça ao acordar e o enrijecimento da musculatura da face podem indicar o bruxismo” - Candice Belchior, Ortodontista.

Segundo Candice, o cônjuge pode ser um aliado dos casados para observar se a pessoa está pressionando os dentes durante o sono. Dra. Candice também ressalta que é fundamental manter as consultas de rotina com o dentista para que o problema seja identificado ainda nas fases iniciais. Ela relata que durante os primeiros meses da pandemia, o receio de muitos pacientes em manter o atendimento dentário regular, por medo da Covid-19, fez com que o quadro de muitos deles se agravasse rapidamente.

Candice Belchior, ortodontista especialista na área digital e doutoranda na UFBA.

Tratamentos
Só partir do diagnóstico e a descoberta da gravidade de bruxismo apresentado pelo paciente que será possível determinar o tratamento mais correto. A ortodontista esclarece que o combate ao quadro é interdisciplinar. “Além do trato ortodôntico, o auxílio de outras áreas da saúde devem ser agregadas para que o problema seja resolvido em definitivo, a exemplo da fisioterapia e, principalmente, a psicologia, que vai ajudar a tratar a parte psicossomática que é a verdadeira raiz do problema”, diz.

Especificamente no lado odontológico, a dentista explica que diversas estratégias podem ser adotadas para solucionar o quadro de bruxismo do paciente. “Pela parte da ortodontia é possível produzir placas de uso noturno, que evitam o atrito entre os dentes, além da possibilidade de aplicar a toxina botulínica, também conhecida como botox na região da face, para ajudar a reduzir a pressão entre os dentes”, pontua. Em paralelo, devem ser tratados também os danos já provocados pela desordem, a exemplo de trincas e quebras. Por isso, a atenção com os sintomas deve ser redobrada, para que o cuidado seja iniciado com maior brevidade possível.

O Saúde & Bem-Estar é uma realização do Correio, com o apoio do Sabin Medicina Diagnóstica.


O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas