Em sua melhor fase pelo Vitória, Ronaldo completa 60 jogos

e.c. vitória
15.09.2020, 18:38:00
Atualizado: 15.09.2020, 19:58:58
Ronaldo já fez 21 partidas pelo Vitória em 2020 (Foto: Pedro Vale/EC Vitória)

Em sua melhor fase pelo Vitória, Ronaldo completa 60 jogos

Goleiro faz seu 5º ano como profissional; em 2020, atuou em 21 partidas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O duelo do Vitória contra o Juventude, na última segunda-feira (14), no Rio Grande do Sul, foi especial para o goleiro Ronaldo. Não pelo resultado - que terminou em empate por 1x1 -, mas no jogo em si. Ao entrar em campo, o jogador completou 60 partidas pelo time profissional do Leão.

"Uma marca muito importante. Ainda mais eu, que cheguei muito novo no Vitória, om o sonho de poder subir para o profissional e realizar jogos. Agora, chego à marca de 60 jogos, muito importante para mim. Pretendo fazer muito mais jogos pelo Vitória e poder ajudar sempre", comemorou Ronaldo.

A temporada atual, aliás, é a melhor fase do goleiro em seus 5 anos como profissional. Após alguns anos de instabilidade, ele se firmou na equipe e, só em 2020, entrou em campo 21 vezes. É o mesmo número de 2018, que, até então, tinha sido sua maior marca de duelos realizados. O próximo compromisso será contra o Oeste, no dia 26, às 16h30, no Barradão. "Pretendo sempre trazer números melhores e ajudar sempre a equipe", comentou.

Para o goleiro, a preparação durante o período de paralisação do futebol nacional, por causa da pandemia do coronavírus, foi fundamental.

"Foi muito importante me preparar na pandemia. Acho que acabei saindo um pouco na frente de algumas pessoas, que acabaram não tendo condições de treino. Eu sempre me preparei bastante. Graças a Deus, quando [o futebol] voltou, eu pude voltar melhor. O mais importante é estar ajudando o Vitória", falou.

Ronaldo também avaliou a saída de bola com os pés. Segundo o goleiro, o técnico do Vitória, Bruno Pivetti, foi essencial para que ele mostrasse evolução no fundamento.

"A gente trabalha muito a questão da saída de jogo com os pés. Hoje, no futebol, é muito cobrado. Mas também tem a questão de Bruno Pivetti, que tem passado os conceitos para a gente. Não adianta só a gente saber jogar com os pés se o coletivo não estiver adaptado para isso. A gente vem treinando bastante essa questão, tem sido muito importante para a equipe e, graças a Deus, tem mostrado bons resultados", avaliou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas