Em vídeo, segurança de supermercado tortura homem em SP

brasil
20.09.2019, 14:10:00

Em vídeo, segurança de supermercado tortura homem em SP

Caso, de 2018, foi divulgado em vídeos em redes sociais agora

Um novo caso de tortura em um supermercado de São Paulo foi divulgado nesta sexta-feira (20), depois que um vídeo foi divulgado mostrando seguranças agredindo um homem em uma unidade do Extra na zona sul da cidade. 

A vítima aparece nas imagens amordaçada, com as calças abaixadas, e o agressor usa arma de choques e um cano na tortura. Segundo a denúncia, o caso teria ocorrido no Morumbi, no começo de 2018, mas as imagens foram compartilhadas em redes sociais apenas agora, depois que um caso similar aconteceu em outra rede de supermercado - um adolescente que tentou furtar chocolate foi torturado por dois seguranças.

O Extra informou que está realizando uma apuração interna e tomará as medidas necessárias quando esclarecer o caso. O segurança que seria responsável já não faz parte da equipe.

“A rede lamenta profundamente que tal comportamento possa ter ocorrido em uma de suas unidades, uma vez que proíbe o uso de qualquer tipo de violência, por meio de suas políticas internas. Por esse motivo, e a partir das apurações iniciais, decidiu pelo desligamento do responsável pela área de prevenção da loja mencionada. E, ainda, para que esse processo seja conduzido de maneira isenta, a empresa e os seguranças alocados naquela loja foram imediatamente afastados da unidade, até que a investigação interna seja concluída. Acrescenta que, independentemente do resultado da investigação, nada justifica um ato como esse e a empresa tem integral interesse na apuração dos fatos“,  diz nota.

Outro caso
Na denúncia do mercado da rede Ricoy também havia um vídeo, mostrando o adolescente de 17 anos sendo agredido. Os seguranças envolvidos no caso, David de Oliveira Fernandes e Valdir Bispo, se tornaram réus nesta semana, depois que o Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou a denúncia do Ministério Público. Eles vão responder pelos crimes de tortura, cárcere privado e divulgação de nudez.

Em fevereiro, um homem de 19 anos foi morto por um segurança também do Extra, dessa vez no Rio de Janeiro. O rapaz foi sufocado pelo segurança, que afirmou que o rapaz estava tentando pegar sua arma.

Os seguranças de todos os casos citados são de empresas terceirizadas. Na ocasião da morte em fevereiro, o advogado da empresa afirmou que ela não tem responsabilidade sobre a morte, que não treina os funcionários e que não checa os antecedentes criminais. O segurança Davi Amâncio foi inidiciado por homicídio com dolo eventual.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-juice-wrld-morre-aos-21-anos-nos-estados-unidos/
Ele sofreu convulsão no aeroporto; artistas lamentam
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fotografa-faz-ensaios-para-negros-a-preco-acessivel-no-reconcavo/
Ellen Katarine também é trancista, dreadmaker e estudante de História na UFRB
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/thiaguinho-chora-ao-cantar-musica-que-escreveu-para-fernanda-souza-veja/
Cantor começou a se emocionar durante a canção 'Deixa Tudo Como Está'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dancarino-morre-e-outras-duas-pessoas-ficam-feridas-em-ataque-de-faccao/
Três homens e uma mulher em um carro atiraram contra moradores em São João do Cabrito
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jovem-se-finge-de-gato-e-mia-embaixo-da-cama-para-nao-ser-achado-por-policiais/
Ele é suspeito de ter participado de um latrocínio em Fortaleza
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/do-cordel-a-escultura-leitores-fazem-homenagens-para-correio/