Embaixador da União Europeia visita cidades atingidas pela chuva na Bahia

bahia
30.01.2022, 13:46:00

Embaixador da União Europeia visita cidades atingidas pela chuva na Bahia

A iniciativa é parte do projeto que conta com a liberação de R$ 6,3 milhões em fundos de emergência

Em visita a Bahia nesta segunda (31) e terça-feira (1º), o Embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, anuncia a liberação de R$ 5,9 milhões em emergência da União Europeia para apoiar a população brasileira afetada por inundações. Ybáñez vai passar pelas cidades de Ilhéus e Itabuna. A iniciativa também marca a solidariedade com o estado pelo ocorrido em decorrência das fortes enchentes de dezembro do ano passado.

O projeto abrange os estados da Bahia e de Minas Gerais, tendo como objetivo providenciar necessidades urgentes de aproximadamente 24 mil pessoas vulneráveis afetadas pelas inundações através do apoio a mil famílias. Esse apoio consiste em assistência multifuncional em dinheiro para cobrir múltiplas necessidades - pagamento de aluguel, alimentação, material de construção e itens básicos não alimentares, bem como acesso a saúde e educação. As famílias receberão um total de 500 euros em uma única prestação.

A iniciativa contribuirá também para a melhoria de pelo menos três instalações de abrigos de emergência nas áreas mais afetadas que deverão ser mantidas a médio prazo. As ações incluem a compra de itens básicos como camas e colchões, mas também a melhoria das infraestruturas de
saneamento e cozinha. Melhorará o acesso às medidas de proteção para grupos que tendem a estar mais expostos a riscos - mulheres, crianças, idosos e pessoas com deficiência.

Os grupos de beneficiários são selecionados com base em suas necessidades e serão priorizados:

1. Mulheres chefes de família;
2. Domicílios com crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência e comorbidades;
3. Domicílios sem renda ou de baixa renda, segundo critérios do sistema nacional de coleta de dados e identificação de domicílios vulneráveis assistidos por programas federais de assistência social (CadÚnico);
4. Pessoas residentes em periferias ou centros urbanos, bem como comunidades rurais e ribeirinhas;
5. Comunidades indígenas e quilombolas;
6. Agricultores de pequena escala que perderam seus meios de subsistência;
7. Pessoas vulneráveis residentes em municípios em que foi declarado estado de emergência;
8. Pessoas desabrigadas ou deslocadas, que estão recebendo subsídios de aluguel social.


A missão à Bahia é coordenada em parceria com a Direção-Geral da Protecção Civil Europeia e Operações de Ajuda Humanitária da Comissão Europeia, Programa Brasil da Cáritas Suíça e a Delegação da União Europeia no Brasil.  

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas