'Emergência Climática' é palavra do ano

artigo
10.01.2020, 05:00:00

'Emergência Climática' é palavra do ano


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


O Brasil passou vergonha, foi visto pelo mundo todo como um país de mentirosos ao negar o desmatamento e as queimadas na Amazônia. Na contramão do dito pelas autoridades, 2019 foi um ano marcado pela agressão galopante e desenfreado na Amazônia. Pois, levados pelos indícios das mudanças do clima pelo planeta afora, denúncias, ações de ativistas e preocupação de países vários, o dicionário Oxford escolheu – como faz tradicionalmente todos os anos - a expressão "emergência climática" ou climate emergency, como a palavra do ano de 2019.

Claro que a desafeta de Trump e de Jair Bolsonaro, a adolescente Greta Thunberg, escolhida pela revista Time como a personalidade do ano, ajudou muito a Oxford eleger o verbete que expressa o caráter, humor ou preocupações do ano que se vai. Os dicionaristas também optam por escolher as expressões e palavras que terão um significado duradouro. E a questão do ambiente não se findará num ano novo. Neste caso pode levar décadas, ou, quem sabe, até o fim do mundo. No ano de 2018, escrevi aqui, foi escolhida a palavra "tóxico". O mundo se encontrava – e ainda continua – num estado tal que tudo faz mal, seja na questão ambiental, social ou política e o Brasil contribui em muito para este estado, notadamente com sua neo-indigência política.

A “emergência climática”, conforme levantou a Universidade de Oxford, que fica no Reino Unido, começou o ano de 2019 quase sem chamar a atenção, mas foi ganhando corpo até dominar os meios de comunicação e as discussões, como tema recorrente. No mês de setembro, para citar um período. A utilização da expressão superou em mais de cem vezes a ocorrência registrada em 2018. Foi um período de protestos pelo planeta, pedindo mais ações dos governos para evitar o caos no clima.

Palavras equivalentes também foram detectadas. Expressos: "crise climática", "ação climática", "previsão climática", "variação climática" e muitas correlatas. A Oxford mostra que houve aumento da frequência da palavra em trabalhos científicos. Cita por exemplo artigo da revista "BioScience" - assinado por 11.258 cientistas de 153 países - defendendo a "obrigação moral" de cientistas de "alertar claramente a humanidade sobre qualquer ameaça catastrófica" e apresentar suas pesquisas para demonstrar "que o planeta enfrenta uma emergencia climática".

Em 2019 a questão ganhou nível multilateral na ONU - Organização das Nações Unidas com a Cúpula do Clima feita às vésperas da Assembleia-Geral. Também no encontro do G-7, na França, as queimadas na Amazônia, que chocam o mundo civilizado, foi o centro das atenções. Os ativistas conseguiram demonstrar força, pressionando governos e organismos internacionais promovendo grandes e históricas manifestações. As rebeliões se espalharam, teve greve, teve coquetel Molotov, balas de borracha. Tudo em nome do santo clima. Pense nisso quando você agir contra o meio-ambiente ou apoiar quem não liga a mínima. Estamos numa “emergência climática” cara pálida.


Jolivaldo Freitas é escritor e jornalista. Autor dos livros Vulgar , Baianidade e Histórias e Folclore da Avenida Sete

Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade dos autores

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pf-cumpre-mandados-contra-quadrilha-que-fraudou-mais-de-r-4-milhoes-do-inss/
O grupo é investigado por, pelo menos, 80 benefícios previdenciários suspeitos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/5-filmes-que-voce-deve-assistir-para-apreciar-as-trilhas-de-ennio-morricone/
Compositor, que morreu aos 91 anos, era grande nome da música no cinema
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-baiano-hiran-lanca-segundo-disco-galinheiro/
Disco tem participações especiais de Tom Veloso, Majur e outros artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-tratar-a-dor-da-chikungunya-entenda-fases-da-doenca/
Registro de casos aumentou 440% na Bahia nos últimos seis meses; sintoma pode se tornar crônico e durar anos
Ler Mais