Emoção e fé na retomada da Caminhada com Maria

salvador
22.05.2022, 18:51:00
(Marina Silva/Correio)

Emoção e fé na retomada da Caminhada com Maria

Procissão não era realizada há dois anos, por causa da pandemia

Em um momento de oração, uma voz sussurrou em seu ouvido. “Meu filho, está na ora de caminhar”. Católico fervoroso, Jailton Neiva não teve dúvida: era um pedido de Nossa Senhora e há 14 anos começou a Caminhada com Maria, realizada pelo Grupo de Oração Terço dos Homens (GOTH’s), do qual faz parte. Neste domingo (22),  a procissão foi retomada, depois de dois anos acontecendo em forma de carreata, devido às restrições impostas pela covid-19. 

O cortejo durou pouco mais de 2 km e contou com cerca de 800 pessoas, a maioria homens. “A estimativa era de duas mil, mas muitos não vieram por que não havia ônibus. As pessoas que estão aqui que não são redondezas vieram  de carro”, afirmou Neiva, que é coordenador do grupo, fazendo referência à paralisação dos rodoviários nas primeiras horas de domingo. “Teve também a questão da chuva logo cedo. Muitos velhinhos são saem de casa assim”, emendou.

O cortejo foi puxado por alguns integrantes do grupo de oração, que carregavam a imagem de Nossa Senhora e também seguravam a cruz, simbolizando que Cristo está à frente da caminhada. “É muito gratificante estar aqui hoje, retomando a nossa procissão. É sinal de que as coisas estão recomeçando”, declarou o comerciante Gilceli Cordeiro, 55 anos. Todos seguravam um terço. 

A caminha começou por volta das 8h30, após a missa no Santuário Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no Imbuí,  celebrada pelo  bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Marco Eugênio Galrão, com a apresentação do novo assistente eclesiástico, padre Jaciel Bezerra. “Estava lotada. Teve gente do lado de fora. Eu cheguei cedo e achei um lugar para sentar”, relatou a funcionária pública aposentada Ivanildes Martins da Silva, 64. Às 10h, a procissão chegou ao Santuário Mãe Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, no Stiep.

No trajeto, fogos de artifícios anunciavam a caminha e muitos devotos aproveitaram para agradecer pelas as graças obtidas. “Sofria de uma depressão severa. Mas pedi com muita fé em Nossa Senhora a minha cura. Quando abri os olhos, vi a imagem dela em minha frente, como apareceu em Fátima, com um manto branco. Instantes depois, já estava curado”, declarou o policial militar aposentado Juvandy José Cavalcante de Alcântara, 66 anos, um dos integrantes do GOTH’s. 

Seu Domingos Santos, 67, foi também um dos muitos fiéis que teve a graça alcançada. “Há 12 anos foi desenganado pelos médicos. Tinha um câncer de próstata bem avançado. Pedi a Ela (Nossa Senhora) e quando fui fazer um novo exame, o tumor sumiu. Nem precisou fazer quimioterapia”, contou ele, que também faz parte do grupo de homens que rezam o terço. Domingo relatou também um milagre que aconteceu com um amigo dele, que estava internado com uma doença muito grave no Rio de Janeiro. “A mulher dele me ligou dizendo que os médicos relataram que não poderiam fazer mais nada. Na mesma hora, fiz uma oração, com ela ainda ao telefone, e uma voz me disse pra ela retornar ao quarto que ele estava curado. Meu amigo acordou do coma e estava sentado na cama”, contou ele. 

Algumas mulheres acompanharam os maridos, como foi o caso da assistente administrativo Ana Cláudia Oliveira. “Nossa Senhora é a mãe de toda a família e família que ora unida, permanece unida”, disse ela, que estava de mãos dadas com o marido, o vidraceiro Ademir Silva, 54, um dos GOTH’s, que segurança parte de um terço gigante, de pouco mais de 20 metros. “Foi o que o padre disse hoje na missa: ‘Cada conta é uma flor que a gente entrega à Nossa Senhora”, disse ele. 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas