Enel vende parques eólico e solar na Bahia para chineses

bahia
18.01.2019, 06:00:00

Enel vende parques eólico e solar na Bahia para chineses

Grupo Chinês vai pagar R$ 2,9 bilhões pelos projetos localizados na Bahia e no Piauí

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A italiana  Enel Green Power Brasil Participações Ltda  assinou acordos com a empresa chinesa CGN Energy International Holdings Co. Limited para a venda de 100% de três plantas renováveis em operações que somam 540 MW. Dois empreendimentos ficam na Bahia.  O valor total da transação, a ser pago na conclusão da venda, é equivalente ao valor de mercado dos ativos e soma aproximadamente R$ 2,9 bilhões.

Os três ativos renováveis que estão sendo vendidos são os parques  solares  Lapa (158 MW),  em Bom Jesus da Lapa (BA),  e o Nova Olinda (292 MW), no Piauí, além do parque eólico Cristalândia, de 90 MW, também na Bahia. A conclusão da venda das três plantas está prevista para até o final do primeiro trimestre de 2019, sujeita ao cumprimento de condições prévias, incluindo a aprovação das autoridades antitruste brasileiras. Os valores estão sujeitos a ajustes em linha com as práticas padrão de mercado para este tipo de transação.

O parque solar  Lapa  é composto por duas plantas, Bom Jesus da Lapa (80 MW) e Lapa (78 MW), que possuem ao todo cerca de 500 mil painéis solares e que podem gerar cerca de 340 GWh por ano. O parque eólico de Cristalândia está localizado nos municípios de Brumado, Rio de Contas e Dom Basílio e é capaz de gerar cerca de 350 GWh por ano. Já o Nova Olinda está localizado no município de Ribeira do Piauí.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas