Engenheiro responsável pelo projeto do Centro de Convenções morre em Salvador

salvador
03.04.2018, 08:31:02
Atualizado: 03.04.2018, 18:46:01

Engenheiro responsável pelo projeto do Centro de Convenções morre em Salvador

Carlos Emílio Strauch projetou equipamento no Stiep na década de 1970

O engenheiro Carlos Emílio Strauch, 77 anos, responsável pelo projeto original do antigo Centro de Convenções, na década de 1970 no Stiep, morreu na madrugada desta terça-feira (3), em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC), segundo informações do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-Bahia).

Em nota, o Crea lamentou a morte do profissional. "Formado em Engenharia Civil, o profissional deixa um importante legado para a engenheira baiana e brasileira, bem como ao ensino da Escola Politécnica da Ufba", diz a nota.

O deputado estadual José Carlos Aleluia (DEM) prestou homenagem ao engenheiro nas redes sociais. “Deixamos nossos votos de pesar a Dete, Carlinha e aos aos amigos”, escreveu. Segundo o deputado, o velório será no Jardim da Saudade, a partir das 10h30 e a cremação às 16h. 

Strauch se formou em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Bahia, em 1963. Ele também era professor da Escola Politécnica e reconhecido por sua atuação na área de estruturas de concreto, aço e madeira.

Desabamento
Nos últimos meses, o projetista acompanhou a situação do equipamento que teve um desabamento parcial em 2016. Strauch havia alertado sobre os riscos da falta de manutenção no equipamento.

Após o desabamento, ele participou de uma visita técnica ao equipamento, junto com engenheiros do Crea. “Fui chamado por uma empresa que estava fazendo a manutenção, aí o governo me pediu que acompanhasse essa inspeção. Antes de cair, verifiquei que tinha que substituir os tirantes. Fiz um projeto para substituir aqueles. Depois começou uma burocracia para fazer a concorrência e trazer o material, que tinha que ser de fora na hora e demorou de chegar. Quando a empresa que estava começando a colocar os novos tirantes, caíram”, contou ao engenheiro em novembro do ano passado. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas