Enredo da Viradouro sobre As Ganhadeiras de Itapuã vence Estandarte de Ouro

variedades
25.02.2020, 16:05:00
Atualizado: 25.02.2020, 19:52:51
(Fernando Grilli/Riotur)

Enredo da Viradouro sobre As Ganhadeiras de Itapuã vence Estandarte de Ouro

Grande Rio, que homenageou pai de santo baiano, ganhou em melhor escola do Grupo Especial

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Com o enredo "De Alma Lavada", que homenageia o grupo musical baiano As Ganhadeiras de Itapuã, a Viradouro venceu o Estandarte de Ouro, premiação do jornal O Globo. Apelidada de "Oscar do Samba", a premiação é considerada uma prévia da apuração oficial, que acontece nesta quarta-feira (26), na Marquês de Sapucaí. 

Assinado pelo casal de carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, o enredo trouxe As Ganhadeiras de Itapuã para abordar o protagonismo feminino na história brasileira.

"O prêmio nos dá confiança de chegar na apuração com a certeza de que acertamos. A história delas é muito forte e densa culturalmente. E através disso, fizemos uma homenagem à toda mulher brasileira que luta por igualdade e representatividade", diz Zanon.

Para As Ganhadeiras de Itapuã, o prêmio deixou a comunidade mais confiante no título. "A nossa vida mudou com esse desfile, não só pela mídia, mas pelo nosso próprio autoreconhecimento. Nós entendemos que representamos milhões de mulheres que lutam todos os dias pela sobrevivência. Há um crescimento social nisso", destacou Ivana Soares, produtora da banda, que ainda nesta terça-feira (25) vai se apresentar no Carnaval de bairro da Liberdade, em Salvador.

A Vermelho e Branco de Niterói, como é conhecida a Viradouro, também venceu na categoria melhor Comissão de Frente. A escola trouxe uma atleta do nado sincronizado, Anna Giulia, que se apresentou como sereia em um aquário com 7 mil litros de água mineral. 

Já a Grande Rio, que homenageou o pai de santo baiano Joãozinho da Gomeia, venceu cinco estandartes de ouro, incluindo o mais disputado, de melhor escola. Além deste, a agremiação foi premiada em puxador, para Evandro Malandro, samba-enredo, ala das baianas e melhor carro abre-alas. No ano passado, a vencedora do Estandarte de Ouro, a Estação Primeira de Mangueira, também levou o título oficial. 

A apuração acontece nesta quarta-feira de Cinzas, às 16h15, com transmissão da TV Globo/TV Bahia.

* Com supervisão da editora Ana Pereira

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas