Entidades recorrem à ONU contra decreto de Doria sobre protestos

brasil
24.01.2019, 10:07:03

Entidades recorrem à ONU contra decreto de Doria sobre protestos

Policiais também foram feridos durante a troca de tiros

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Ao menos seis pessoas morreram baleadas na manhã desta quinta-feira (24), em Palmácia, no Ceará. As informações, preliminares, foram confirmadas pela Delegacia Regional de Baturité, município a cerca de 50 quilômetros do local da ocorrência e cujo delegado-chefe, Joel Morais, e equipe, já se encontram em Palmácia.

Segundo policiais civis ouvidos pela Agência Brasil, as primeiras informações dão conta de que os seis baleados trocaram tiros com policiais militares que os abordaram. Ainda de acordo com os policiais, os agentes de segurança suspeitaram que o grupo estava cometendo assaltos na cidade.

Policiais também foram feridos durante a troca de tiros, mas a Agência Brasil ainda não conseguiu confirmar quantos e o estado de saúde deles.

Procuradas pela reportagem, a secretaria estadual da Segurança Pública e Defesa Social e a Polícia Militar ainda não se pronunciaram sobre a ocorrência. Ainda não se sabe se a ação do grupo tem ligação com a onda de ataques criminosos orquestrados que há 23 dias atinge o Ceará.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas