Escolas agendam horários para estudantes sem internet se inscreverem no Enem

bahia
12.05.2020, 10:22:00
Atualizado: 12.05.2020, 10:22:36
(Foto: Divulgação)

Escolas agendam horários para estudantes sem internet se inscreverem no Enem

Unidades adotaram hora marcada para evitar aglomeração e disponibilizam álcool em gel 70% para higienização das mãos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) orienta as escolas estaduais da capital e do interior a ajudar os estudantes nas inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), iniciadas na segunda-feira (11) e que seguem até o dia 22 de maio, através do site  do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Uma das recomendações é para que sejam disponibilizados computadores para os estudantes que não têm acesso à internet e que sejam marcados horários para a ida dos estudante às escolas, seguindo todas as orientações de prevenção ao novo Coronavírus.

As provas presenciais vão ocorrer nos dias 1º e 8 de novembro. Já a versão digital do exame será realizada nos dias 22 e 29, do mesmo mês. O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, disse que manter o Enem em um ano de pandemia "é um erro grave do MEC" e que já oficiou o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) solicitando o adiamento do exame para 2021. No entanto, o secretário ressaltou que é necessário garantir as inscrições dos estudantes.

“Adotaremos todas as medidas necessárias para tentar adiar a realização do Enem. Já conversamos com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e com o próprio Inep sobre o adiamento. Entretanto, as inscrições já estão abertas. Então, a nossa obrigação é assegurar que os estudantes baianos estejam inscritos, enquanto tentamos mudar essa decisão”, ressaltou Jerônimo.

Já a superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Falcão Brito, explicou sobre o engajamento de todos neste processo. Segundo ela, é fundamental contar com os nossos gestores, professores e coordenadores pedagógicos e a sociedade em geral no apoio das inscrições dos estudantes, inclusive liberando um computador com acesso à internet, liberando, temporariamente, a senha de wi-fi para que eles possam viabilizar as suas inscrições.

"Realmente é um apelo, pois temos sempre que pensar no que é melhor para os nossos estudantes e, neste momento, o único jeito de assegurar que eles tenham alguma chance no ENEM é trabalhando com as aprendizagens, tentando chegar neles com o máximo possível de orientações, de materiais de apoio e ferramentas de estudo", ressaltou.

No Colégio Estadual Mestre Môa do Katendê, localizado no bairro da Vasco da Gama, em Salvador, o atendimento está sendo realizado por hora marcada, com o objetivo de evitar aglomerações. "Ao entrar na escola, o estudante faz a higienização adequada das mãos com sabão e álcool em gel 70% e, logo em seguida, é atendido por um de nossos funcionários, respeitando a distância mínima recomendada. É um prazer poder atendê-los para que eles tenham suas inscrições efetivadas com êxito", afirmou a diretora do colégio, Rodrenice Santana.

Apoio na aprendizagem
Para contribuir com a preparação dos estudantes, neste período de suspensão das aulas por causa da pandemia, a SEC desenvolve uma série de ações e projetos estratégicos, com milhares de conteúdos digitais educacionais no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Dentre eles estão o ENEM 100%; Universidade para Todos - Estude em Casa; a Plataforma Anísio Teixeira; os Roteiros de Estudo por área do conhecimento;  as plataformas digitais da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Ensino Médio (https://ensinomediodigital.fgv.br/) e o Curso ENEM Gratuito (https://cursoenemgratuito.com.br/).

Já pela TVE Bahia, que faz parte da estrutura organizacional da SEC, os estudantes também podem se preparar através do programa Estude em Casa, às 13h e às 15h,  parceria com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho, e pelo programa “Hora do Enem”, de segunda a sexta-feira, a partir das 18h.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas