Escolas particulares de Salvador suspendem aulas a partir desta segunda (16)

salvador
15.03.2020, 18:40:00
Atualizado: 16.03.2020, 09:42:54

Escolas particulares de Salvador suspendem aulas a partir desta segunda (16)

Decisão foi motivada após pais de alunos serem diagnosticados com coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Duas escolas particulares bilíngues de Salvador decidiram suspender as aulas presenciais depois que pais de alunos foram diagnosticados com o coronavírus. Tanto a Gurilândia, localizada na Avenida Cardeal da Silva, quanto a Pan American School of Bahia, em Patamares, divulgaram notas, neste fim de semana, informando da decisão, que passa a valer nesta segunda-feira (16). Até os alunos voltarem a frequentar as unidades, as aulas serão realizadas virtualmente. 

"Hoje, às 15h30, fomos notificados de um caso com resultado positivo para coronavírus em nossa comunidade. Estamos aguardando o resultado da contraprova", informou a Pan American School of Bahia em nota. Na quarta-feira (18), novos encaminhamentos deverão ser dados à questão.

Em entrevista ao CORREIO, a mãe de uma criança de 5 anos que estuda na escola aprovou a medida. "Eu acho que tem que suspender mesmo, acho até que demorou de acontecer isso, porque o vírus pode ficar encubado por um tempo até se manifestar. Tem o risco das pessoas passarem umas pras outras até sem saber", comentou. Para ela, a escola deveria comunicar, no entanto, em que turma surgiu esse caso. "Não identificar o aluno, mas pra gente pelo menos saber que tipo de risco nosso filho corre, onde está esse foco.  É isso que mais preocupa", diz a mulher.

Na Gurilândia, foi o pai de dois estudantes do 4º e do 5º ano que apresentou exames positivos para o novo coronavírus. De acordo com o comunicado da escola, as crianças não apresentam sintomas da Covid-19. 

“Diante desse cenário, mesmo os alunos não apresentando sintomas que evidenciem a doença, decidimos suspender as aulas e demais atividades institucionais de 16 a 20 de março de 2020, por precaução e acatando as orientações das autoridades sanitárias”, informou a escola, que também planeja aulas virtuais para não prejudicar o andamento do semestre letivo. 

H1N1
O Colégio Antônio Vieira também vai suspender as aulas nesta segunda e terça-feira, depois da mãe de uma aluna do 8º ano ter diagnóstico confirmado para gripe H1N1. De acordo com a escola, a filha e outros colegas de turma estão apresentando os mesmos sintomas. "Assim que soubemos do fato, levamos ao conhecimento das famílias da turma e solicitamos orientações de um médico infectologista. No entanto, soubemos hoje que outros três alunos estão sintomáticos e aguardando o resultado dos exames", comunicou a escola em nota.

Os resultados devem sair em dois dias, por isso o prazo inicial dessa suspensão. Durante o período, o colégio estará funcionando internamente, seguindo todos os protocolos de prevenção. "Continuaremos acompanhando os desdobramentos desse fato e do contexto de pandemia do COVID-19 em Salvador, alinhados às diretrizes dos órgãos oficiais. Na terça-feira, dia 17 de março, emitiremos novo comunicado orientando sobre as medidas subsequentes", finalizou a escola.

Outros colégios
Na noite deste domingo (15), o Colégio Isba informou que não há nenhum caso de Covid-19 confirmado na instituição, mas que "sensível à preocupação das famílias com contatos interpessoais das crianças e adolescentes neste momento de incerteza", a direção irá abonar as faltas às aulas nesta segunda-feira (16), cabendo aos pais a deliberação quanto à presença - ou não - dos seus filhos nas atividades presenciais na escola. "Como de hábito, as atividades realizadas serão informadas via portal e poderão ser feitas em casa. Será assegurada a retomada posterior dos conhecimentos trabalhados, evitando prejuízos para os estudantes", diz a nota.

Faculdades particulares
A Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública decidiu antecipar em uma semana o recesso conhecido como 'semana do saco cheio'  por causa do aumento de casos de Covid-19 no estado. O recesso estava previsto para a semana de 20 a 26 de abril, mas será iniciado nesta segunda-feira (16). A suspensão será de uma semana. As aulas serão retomadas na próxima segunda (23).
 
A universidade não descarta suspender as aulas por um período maior. Em nota, a instituição informou que "professores e corpo administrativo trabalharão intensivamente para organizar a nossa escola para enfrentar, se necessário, uma eventual paralisação das atividades acadêmicas".

Leia também: Coronavírus: Ufba mantém aulas, cancela formaturas e fecha restaurante e museus

A Faculdade Baiana de Direito e Gestão também comunicou na noite deste domingo (15) a suspensão das aulas presenciais na semana de 16 a 21 de março. Tal medida incidirá também sobre monitorias, grupos de iniciação científica e cortes simuladas. A faculdade continuará funcionando em expediente interno e com equipe reduzida, das 7h às 19h.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas