Estágio de Férias da Odebrecht registra recorde em inscrições

brasil
25.10.2017, 15:22:27
(Divulgação)

Estágio de Férias da Odebrecht registra recorde em inscrições

Quase 57 mil universitários concorrem a 50 vagas para edição de janeiro de 2018

A edição de janeiro de 2018 do Estágio de Férias da Odebrecht bateu recorde em número de inscritos desde que o programa foi implementado, em 2011. Foram 56.970 alunos cadastrados para concorrer a 50 vagas em projetos da Odebrecht Engenharia & Construção, Odebrecht Realizações Imobiliárias e Odebrecht TransPort, em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Alagoas, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná e Pernambuco. O número representa aumento de 22% em relação ao recorde anterior, registrado em janeiro de 2017.

Podem participar do programa universitários matriculados a partir do 4º semestre da graduação. Os selecionados recebem bolsa-auxílio, seguro de vida, vale-transporte, vale-refeição e passagens aéreas e hospedagem em caso de aprovação para estagiar em outro Estado. O interesse do mundo universitário pela Odebrecht se justifica. Pesquisa do instituto Universum com 20 mil estudantes de engenharia brasileiros coloca a empresa como a terceira colocada entre aquelas consideradas ideais para trabalhar.

O Programa Estágio de Férias é a principal porta de entrada da Odebrecht, já que os estudantes são avaliados para contratações futuras como estagiários regulares e trainees.  A iniciativa permite ao estudante complementar seu aprendizado acadêmico com atividades práticas, sempre com o apoio de seu Líder.

Foi o que aconteceu com o engenheiro civil Leandro Fabian, participante da primeira edição do programa. Fabian conheceu a iniciativa em uma palestra, ainda durante a graduação, se inscreveu e foi selecionado para a obra do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), no Rio de Janeiro. Cumpriu o período de estágio e voltou à Maceió para defender seu trabalho de conclusão de curso. No dia em que foi aprovado pela banca, recebeu o convite da Odebrecht para voltar ao Prosub, desta vez como integrante da Odebrecht.

“No Prosub comecei a conhecer a parte de obras marítimas pesadas. Conheci a forma de trabalhar na Odebrecht, a relação de confiança entre líder e liderado, e isso fez meu olho brilhar, eu não queria sair da obra”, conta Fabian. “Via a sinergia entre diferentes pessoas de diferentes regiões e isso foi muito importante para mim. Eu via o Estágio de Férias como uma oportunidade única, queria retornar ao meu estado com outra postura e assumir novos desafios. Acabei voltando apenas para me formar e já fui contratado pela empresa”, relembra.

Contratado pela Odebrecht a partir do Estágio de Férias, Leandro continua participando do programa, agora como líder de alunos selecionados. “Faço questão de apresentar a empresa aos estagiários que chegam e de me envolver nas atividades porque sei da importância do programa para os estudantes e para a empresa. Já liderei vários estudantes e fico muito feliz em saber que mesmo em um momento delicado a empresa bate recorde em número de inscritos”, comemora o engenheiro. Desde a edição de Fabian, o programa já recebeu mais de mil estudantes em obras e escritórios do Grupo.

Do Estágio de Férias ao estágio regular

Alexandre Luis Moreira é aluno do 8º semestre de Engenharia Civil da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, e participou da última edição do Estágio de Férias da Odebrecht. O estudante foi selecionado para a Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, em Capanema (PR) e depois das quatro semanas do Estágio de Férias foi contratado como estagiário regular. “Foi uma oportunidade sensacional, pude ver uma obra de grande porte acontecendo. O que mais me chamou a atenção foi a disponibilidade das pessoas em ensinar e transmitir o conhecimento para quem está chegando”, observa Moreira. O futuro engenheiro fica na obra até o fim do ano, quando volta para a faculdade para concluir o curso. Sobre a experiência na Odebrecht, avalia como positiva para a carreira e pensa na possibilidade de voltar à empresa como integrante. “Imagina? Seria um sonho realizado!”, comenta o universitário.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas