Estudos vão aperceiçoar trechos da Nova Orla de Salvador

salvador
08.07.2017, 10:08:00
Atualizado: 08.07.2017, 10:08:05

Estudos vão aperceiçoar trechos da Nova Orla de Salvador

A prefeitura começou os estudos na sexta-feira (7), que resultarão em ações pontuais para melhorar conforto e segurança de quem frequenta a orla

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A prefeitura de Salvador começou ontem uma série de estudos para aperfeiçoar todos os trechos já requalificados na orla marítima da cidade desde 2013. Os estudos resultarão em ações pontuais para melhorar o conforto e a segurança para quem frequenta a orla.

Um grupo com representantes de sete órgãos municipais vai percorrer, até o final deste mês, toda a orla de Salvador para reunir as principais demandas e colocá-las em um relatório que será encaminhado ao prefeito ACM Neto (DEM). A vistoria é liderada pelo secretário de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco.

Ontem, eles percorreram o trecho entre o Farol da Barra e o Rio Vermelho. Além de Tinoco, participaram os secretários da Cidade Sustentável, André Fraga; Manutenção, Marcílio Bastos; Ordem Pública, Marcus Vinícius Passos, e a presidente da Fundação Mário Leal Ferreira, Tânia Scofield.

Já na primeira vistoria foi levantada a possibilidade de se construir um deck de observação  na altura do Farol da Barra. Seria uma solução para o risco natural num local bastante íngreme e muito utilizado por baianos e turistas. Também se pensa em criar itens de acessibilidade.

“Claro que tudo precisa ser devidamente alinhado com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)”, disse Scofield.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas