Evento da Nasa abre espaço para criatividade tecnológica dos baianos

tecnologia
17.10.2018, 10:00:00
Atualizado: 17.10.2018, 13:43:29
Evento acontece em 72 países e diversas capitais, chegando pela primeira vez em Salvador (Foto: Divulgação do Nasa Space Apps Internacional)

Evento da Nasa abre espaço para criatividade tecnológica dos baianos

Com palestras e desafios, hackathon da Nasa começa na quinta (18) e terá cobertura especial nas redes sociais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Desenvolver soluções para a Nasa pode parecer um sonho distante para os brasileiros. Mas, a partir deste ano, o desafio vai ser real para alguns soteropolitanos apaixonados por tecnologia. Já confirmado também para 2019 em Salvador, o evento Nasa Space Apps Challenge 2018, que acontece simultaneamente em 72 países e diversas capitais, promove o seu próprio hackathon pela primeira vez para os baianos, realizado de quinta-feira (18) a domingo (21).

O projeto, que acontece no espaço Hub Salvador, no bairro do Comércio, promove uma maratona de desenvolvimento tecnológico para desenvolvedores, engenheiros, designers, cientistas e "todas as pessoas com habilidades diversas e que têm em comum o desejo de criar soluções de impacto mundial", é o que afirma Leka Hattori, 44, representante oficial do Nasa Space na Bahia. O foco das ideias apresentadas deve ficar para os maiores desafios que a Terra e o Espaço estão atualmente enfrentando. Assim, a robótica, a visualização de dados, o design, o hardware e outras aplicações devem ser entendidos como suportes.

Evento irá reunir 100 soteropolitanos para a disputa que levará dois vencedores ao concurso internacional. Vencedores finais da etapa mundial vão poder passar um dia dento da Nasa
(Foto: Divulgação)

O Nasa Space Apps Challenge chegou ao Brasil no ano passado, quando ocorreu em 187 cidades de 69 países e envolveu mais de 25 mil pessoas. Outras informações estão disponíveis no site oficial do evento. Na capital baiana, 100 pessoas serão selecionadas por uma comissão formada por especialistas nas áreas de tecnologia e inovação. Os participantes serão divididos em equipes para desenvolver projetos e apresentá-los no último dia do evento.

"O evento fará parte da agenda soteropolitana anualmente. É a oportunidade de levar a Bahia para fora apenas utilizando a sua mente", afirma a organizadora Leka Hattori

Após quatro dias passando por diversos desafios criados por uma das organizações mais inovadoras do mundo, a comissão julgadora escolherá as duas propostas soteropolitanas vencedoras e que vão concorrer em nível internacional, assim como acontecerá em cada capital participante. Os vencedores locais ganharão bolsas para o THINK Centro de Idiomas, da Rede FTC. Já na última etapa – a mundial –, haverá um projeto vencedor para cada categoria. A premiação para os vencedores finais será uma visita oficial à Nasa.

As organizadoras Leka Hattori e Bianca Artico trazem prêmio especial para vencedores soteropolitanos: bolsas para o THINK Centro de Idiomas, da Rede FTC. Na foto, junto com as produtoras, está Milena Oliveira (diretora de Marketing da Rede FTC)
(Foto: Divulgação)

AINDA DÁ PARA ACOMPANHAR
O evento, que conta com apoio do jornal CORREIO, já teve as inscrições finalizadas no dia 13 de outubro, no site oficial da iniciativa. Mas, para os baianos não conseguiram correr a tempo de participar gratuitamente da disputa ainda em 2018, a chance de acompanhar as novidades e os melhores projetos não precisa ser anulada. O hackathon ganha coberturas especiais nas redes oficiais do evento (Facebook e Instagram) e promete apresentar trechos das palestras sobre inteligência artificial, além de destacar as melhores ideias apresentadas.

Por enquanto, os perfis estão sendo atualizados com postagens que trazem curiosidades sobre Terra e espaço:


Quem é criativo, gosta de trabalhar em equipe e entende que a tecnologia não deve existir para ser algo complicado, mas sim para facilitar vidas, já pode ir se preparando para as inscrições de 2019. Para facilitar o processo, é bom ir pensando nas categorias que foram definidas para os participantes deste ano (confira abaixo). Os 100 participantes vão contar com instrutores no local, mas a criatividade vai partir de cada um.

SERVIÇO DO EVENTO:
O quê: Nasa Space Apps Challenge Salvador
Local: Hub Salvador, Av. da França, 393, Comércio.
Data: 18 a 21 de outubro
Horários: 18/10: 15h às 22h | 19 e 20/10: 8hàs 22h | 21/10: 8h às 12h (tempo para as equipes finalizarem seus trabalhos), 13:00h (início das apresentações das equipes), 17:00h (anúncio dos vencedores).

Confira os temas e os desafios já propostos pela Nasa para o evento de 2018:

CATEGORIA 1: VOCÊ PODE CONSTRUIR…

As pessoas constroem coisas para apoiar a vida na Terra e para explorar o espaço. Construímos edifícios, aviões, carros e foguetes, além de computadores, satélites, habitats e uma variedade estonteante de outras coisas. Se alguém puder pensar sobre isso, ou se alguém precisar disso, alguém provavelmente poderá construí-lo - seja hoje ou no futuro. Desafios nesta categoria pedirão que o participante use os dados da Nasa para resolver problemas criativamente e mostrar como você criaria uma variedade de coisas, de prédios a ajudantes robóticos, e de ferramentas à ciência cidadã - as possibilidades são infinitas!

• Desafio 1.1: Design por natureza

Projete um voador livre autônomo (free-flyer) para inspecionar uma espaçonave em busca de danos causados por Micrometeorito e Detritos Orbitais (MMOD).

• Desafio 1.2: Faça sentido em Marte e desenvolva um sensor que possa ser usado por humanos lá.

• Desafio 1.3: Você sabe quando é o próximo lançamento de foguete? Crie uma ferramenta para rastrear informações internacionais sobre o lançamento de foguetes.

• Desafio 1.4: Invente seu próprio desafio e crie uma solução à sua escolha!

CATEGORIA 2: AJUDE A DESCOBRIREM A TERRA

Entender o campo das ciências é fundamental para vivermos na Terra. Por exemplo: Como a água se move? Como nossa atmosfera funciona? Porque gelo e neve são importantes? Honestamente, o que é sujeira? A Terra é composta por sistemas complicados – terra, água, ar, seres vivos e o planeta em si– e entender alguma coisa sobre esses sistemas é útil. Os desafios dessa categoria exigirão de você construir algo usando os dados da NASA – uma história, um jogo, um vídeo ou alguma outra solução – que ajude as pessoas a descobrirem como a Terra funciona.

• Desafio 2.1: Transformando a terra em arte

Use o banco de imagens da NASA Earth para criar 1) uma obra de arte ou 2) uma ferramenta que possibilite a manipulação do banco de imagens para criar obras de arte distintas.

• Desafio 2.2: 1d , 2D, 3d , vai

Crie e implemente aplicativos da Web que permitirão a qualquer um explorar a Terra da órbita! Visualize satélites da ciência da Terra e dados de missões usando globos virtuais interativos, como o Web World Wind da NASA. Use conjuntos de dados do Portal de Dados Abertos da Nasa para apresentar os espectros de fogo, gelo, nuvens, meteoritos ou temperatura da água.

• Desafio 2.3 : Space Apps: o documentário

Crie um pequeno documentário para capturar a essência do Nasa’s International Space Apps Challenge.

CATEGORIA 3: VULCÕES, ICEBERGS E ASTERÓIDES

Nosso planeta e sistema solar são cheios de surpresas – boas, e algumas difíceis. As boas são as que nós vemos nos ajudando, como as tão esperadas tempestades de chuva para reencher um lago ou reservatório. Nós chamamos as mais difíceis de “desastres” – como quando essas mesmas tempestades de chuva causam uma enchente desastrosa. O que esses eventos têm em comum:

1) eles nos afetam; e 2) nós gostaríamos de saber antes do tempo quando estão vindo, e do melhor jeito, poder nos preparar. Desafios nessa categoria vão te pedir para analisar dados da NASA para ajudar a antecipar, monitorar, e se recuperar (ou tentar o máximo possível) desses eventos inesperados.

• Desafio 3.1: Não esqueça do abridor de latas.

Crie um jeito fácil de usar para pessoas desenvolverem suas próprias listas – de itens e planejamento – para tipos específicos de desastres. Use imagens, vídeos e dados da Nasa para ilustrar cada tipo de desastre, para ajudar as pessoas a entender como se preparar.

• Desafio 3.2: Veja aquele fogo.

Construa uma ferramenta de crowdsourcing para os cidadãos contribuírem para a detecção precoce, verificação, rastreamento, visualização e notificação de incêndios florestais.

• Desafio 3.3: Olá, Bennu!

Explique ao mundo sobre o asteróide chamado Bennu.

CATEGORIA 4: O QUE O MUNDO PRECISA AGORA

Os moradores da Terra precisam de muitas coisas: comida, água, ar puro, abrigos e tantas outras coisas – a lista é longa e diversificada. Quais são essas coisas? O que precisa para sustentar e melhorar a vida na Terra para todos nós habitantes? E o que iremos precisar, eventualmente, em outros planetas?

Desafios nesta categoria serão atacar em problemas que afetam aspectos importantes de vida neste mundo e ou em outros, e interpretar dados da Nasa e conceitos para criativamente ajudar a buscar soluções.

• Desafio 4.1: Olhando GLOBAL-MENTE

Analise e/ou exiba dados para comunicar descobertas interessantes ou melhorar a compreensão pública do nosso planeta.

• Desafio 4.2: A Terra onde pessoas deslocadas se estabelecem

Caracterizar a cobertura da terra / uso da terra em assentamentos informais de populações deslocadas usando conjuntos de dados de satélites da NASA.

• Desafio 4.3: SAÚDE FAZ RIQUEZA

Integre dados de ciências da Terra da NASA e dados de ciência cidadã para aprender mais sobre as conexões entre saúde humana, animal e ambiental.

CATEGORIA 5: OLHAR GELADO

Verde, azul, cinza e branco: muito está acontecendo nos polos da Terra, e nas regiões com altas montanhas onde é frio. Estas partes do mundo são importantes; o que acontece lá afeta não apenas os polos e os lugares altos e seus habitantes, mas o planeta como um todo. Folhas de gelo e glaciares, calotas polares, oceanos e solos congelados, os lugares congelados da Terra são dinâmicos. Esta categoria de desafio será para usar os dados da NASA para um entendimento, monitoramento e interpretação da criosfera da Terra (e ah!

Existem outros planetas com criosferas também!).

• Desafio 5.1: BUSCA POLAR

Crie um jogo de busca para ensinar aos outros sobre ambientes polares e como eles estão mudando. Use dados da NASA para ajudar os aventureiros a planejar sua missão e apresentá-los com desafios ao longo do caminho.

• Desafio 5.2: ENCONTRE SUA CRIOSFERA

Crie um aplicativo que permita ao usuário escolher um local e aprender sobre as partes da criosfera da Terra que afetam esse local

• Desafio 5.3: OPOSTO POLARES

Projetar uma ferramenta de análise e / ou visualização de dados para mostrar as mudanças espaciais e temporais no gelo do Ártico e da Antártida para um público em geral.

CATEGORIA 6: UNIVERSO DE BELEZA

Às vezes é difícil entender tudo: o Espaço é cheio de coisas incríveis. Estudos das estrelas, galáxias, e planetas podem nos contar muito sobre o Universo – e entender o Universo pode nos contar muito sobre nós mesmos. Há espaço para estudo e apreciação da beleza pura de tudo, como qualquer um pode comprovar olhando estrelas cadentes no céu escuro. Dos nossos pontos favoráveis aqui na Terra, da Estação Espacial Internacional, dos telescópios, satélites e missões da Nasa que exploram o sistema solar, estamos aprendendo muito – e há ainda muito mais para aprender e descobrir. Desafios nesta categoria lhe convidará para pensar mais e ser criativo sobre ciência espacial, sob ponto de vista científico, tecnológico ou artístico, ou as três juntas!

• Desafio 6.1: nos ombros de um gigante

Crie um game contendo as imagens do Telescópio Espacial Hubble!

• Desafio 6.2: remix o disco de ouro

Desenvolva um conceito para uma cápsula do tempo com conteúdo educacional para que uma civilização extraterrestre entenda sobre a cultura humana e o nosso sistema solar.

• Desafio 6.3: MISSÃO PARA A LUA

Use NASA Data para planejar uma missão de um rover na Lua ! (rover é um veículo de exploração espacial)

• Desafio 6.4: EXPLORAÇÃO VIRTUAL DO ESPAÇO

Crie ambientes de realidade virtual nas superficies da Lula e Marte! Obter modelos 3D da NASA, como Moon Trek and Mars Trek. Integrar os modelos 3D de sistemas de exploração da superfície e habitats. Desenvolver e implantar o mundo virtual no local escolhido.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas