Ex-NYT faz palestra sobre Jornalismo Narrativo na Ufba nesta quarta

salvador
19.12.2017, 16:45:00

Ex-NYT faz palestra sobre Jornalismo Narrativo na Ufba nesta quarta

Encontro aberto ao público será no auditório da Facom

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A jornalista e professora Fernanda Santos, ex-repórter do The New York Times, realiza nesta quarta-feira (20), a partir das 9h30, uma palestra sobre Jornalismo Narrativo, no auditório da Faculdade de Comunicação (Facom) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Ondina. O encontro, voltado principalmente para estudantes de comunicação social, será aberto ao público.

Professora da Arizona State University, nos Estados Unidos, a jornalista soteropolitana irá falar sobre o tema, apresentando as estratégias para produzir e divulgar informações no atual contexto multimidiático.

O evento é uma realização da Facom, Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas (Póscom) e Grupo de Pesquisa em Jornalismo On-line (GJOL).

A jornalista baiana Fernanda Santos hoje é professora da universidade estadual do Arizona (Foto: Marina Silva/Arquivo CORREIO)

Carreira
Nascida em Salvador, onde morou até os 11 anos de idade, Fernanda Santos se graduou em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, em 1995. Em 1998 mudou-se para os Estados Unidos, onde se tornou mestre em Jornalismo impresso pela Boston University. 

O início da carreira como repórter foi na revista de comunicação empresarial da empreiteira baiana Odebrecht. Já nos Estados Unidos, trabalhou nos jornais impressos Daily News, de Nova York, The Eagle-Tribune e The Union-News e Sunday Republican, de Massachusetts. 

Em 2005, ingressou no The New York Times (NYT), onde fazia reportagens sobre estados de Nova York, Connecticut e Nova Jersey. No jornal mais importante do mundo, cobriu, entre outros temas, o sistema público de educação de Nova York, o maior dos Estados Unidos, além de pautas sobre bem-estar social, imigração, política, polícia e o dia a dia em comunidades rurais da região.

Também naquele ano, Fernanda foi uma das oito jornalistas baseadas nos EUA escolhidas para participar do International Reporting Project, programa que financia projetos de reportagem no exterior. Ela escolheu ir para Bogotá, capital da Colômbia, onde explorou as razões por trás da queda de 50% na taxa de crimes violentos na cidade ao longo de 10 anos. Em 2012, virou chefe de redação do jornal em Phoenix, responsável pela cobertura dos estados do Arizona e Novo México.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas