Facebook chega aos 2,7 bilhões de usuários e dobra seu lucro durante pandemia

tecnologia
31.07.2020, 22:29:00
Atualizado: 31.07.2020, 22:29:54
(Justin Sullivan/AFP)

Facebook chega aos 2,7 bilhões de usuários e dobra seu lucro durante pandemia

Empresa faturou uma alta de 11% em comparação ao mesmo período em 2019

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Facebook divulgou, nessa quinta-feira (30), os resultados financeiros do segundo trimestre de 2020. Os números vão contra a crise financeira que muitas empresas enfrentam devido à pandemia do novo coronavírus. Pois, a empresa de Mark Zuckerberg alcançou um aumento de 98% no lucro líquido, além de atingir a marca de 2,7 bilhões de usuários ativos mensais. 

Entre março e junho de 2020, a empresa faturou US$ 18,7 bilhões (R$ 97 bilhões), uma alta de 11% em comparação com o mesmo período em 2019. Ainda assim, o crescimento não foi um dos maiores, já que o Facebook está acostumado com altas anuais superiores a 20%. Mesmo não sendo o esperado, os lucros ficaram acima das expectativas dos analistas que, segundo a Bloomberg, projetavam receita de US$ 17,3 bilhões. 

Anúncios
A justificativa para os bons números está nos anúncios, que gera quase toda receita da empresa. O segmento registrou crescimento de 10% e contribuiu para que o lucro líquido dobrasse em relação ao mesmo período do ano anterior, quando a empresa reservou US$ 3 bilhões para uma multa nos Estados Unidos.

O resultado surpreende porque, além da crise no mercado publicitário, o Facebook sofre boicote de centenas de marcas, como Coca-Cola, Unilever e Microsoft, que pressionam a rede social para combater o discurso de ódio em suas plataformas, no movimento conhecido como Stop Hate For Profit.

A empresa afirma que o resultado do terceiro trimestre deverá ser semelhante, mas poderá ser impactado pelas incertezas macroeconômicas, pelo “impacto de certos anunciantes relacionados ao atual boicote pausando os gastos em nossas plataformas” e por novas medidas de privacidade em plataformas móveis.

Usuários
O número de usuários cresceu 14% em todas as plataformas da companhia. No Facebook, especificamente, foram registrados 2,7 bilhões de usuários ativos mensais no final de junho. Considerando toda a família, que abrange o Instagram e o WhatsApp, foram 3,14 bilhões de usuários ativos mensais. A empresa bateu a marca história do terceiro bilhão ainda no primeiro trimestre.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas