Facebook também tem séries e, pelo menos, uma delas é ótima

comentários em série
22.11.2019, 14:43:53
Atualizado: 23.11.2019, 12:57:59

Facebook também tem séries e, pelo menos, uma delas é ótima

Dá para assistir de graça e com legenda em português

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os atores Jovan Adepo e Elizabeth Olsen em Sorry For Your Loss (foto/divulgação)

Os serviços de streamings não param de crescer, em uma fragmentação e uma abundância de oferta que ainda vão deixar a todos nós ainda mais loucos, mas hoje venho falar de uma série de uma das plataformas menos badaladas e que desprezei até recentemente.

Desde 2017, o Facebook tem seu serviço de vídeos, o Facebook Watch, que inclui ainda transmissões esportivas e programas de notícia, entre outros. Eu nunca tinha parado para assistir nenhuma série da empresa - talvez pelo bode em geral que me provoca hoje em dia só de ver o nome da rede. Portanto chego um ano atrasada em "Sorry For Your Loss", mas que bom que cheguei!

A série trata de perda e luto, centrada em uma mulher, Leigh (vivida pela talentosa Elizabeth Olsen) que está tentando seguir com a vida três meses depois da morte inesperada do marido. É feita de uma maneira direta, simples e sem sentimentalismos, além de um humor discreto aqui e ali.

Depois de ficar viúva, ela deixa o emprego e volta a morar com a mãe, Amy (Janet McTeer) e a irmã Jules (Kelly Marie Tran, dos novos Star Wars), em um arranjo que claramente está deixando todas à beira de um ataque de nervos. A relação delas, cheia de atritos, é um dos pontos fortes da série, que funciona também como um drama familiar.

Lee recusa a se conformar com alguns rituais do luto, e reações esperadas. O marido morto, Matt, não parece somente um fantasma que ainda a persegue, porque nós o conhecemos através de flashbacks e vemos como era a relação dos dois. Ela também vai descobrindo coisas novas sobre ele. O cunhado com quem ela nem sequer se dava bem, agora parece mais próximo, compartilhando a dor da perda.

A segunda temporada foi lançada em outubro desse ano. Mesmo já tendo passado um ano da morte de Matt, Leigh ainda permanece em uma espécie de estado de indefinição. É Natal e suas primeiras férias sem o marido estão se aproximando, o que a deixa mais à flor da pele. Parte da intensidade emocional é menor em relação à primeira temporada, mas continua bem-feita e com a dinâmica envolvente de parentes tentando entender melhor uns aos outros e se aceitarem.

É uma série comovente sem ser piegas e extremamente real e se para assistir temos que abrir o Facebook, paciência (não precisa ter conta!).

As duas temporadas já estão disponíveis no Facebook, com legenda em português disponível. É possível assistir de graça


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas