Falha no iFood expõe dados de clientes no Brasil por meia hora

em alta
19.06.2020, 15:39:00
Atualizado: 19.06.2020, 15:41:04

Falha no iFood expõe dados de clientes no Brasil por meia hora

Internautas citam acesso a contas de terceiros; plataforma admite erro, mas nega que usuários tenham tido prejuízo

Diversos usuários brasileiros do iFood, serviço de entrega de comidas, relataram bugs no aplicativo e exposição de dados de outros usuários na manhã desta sexta-feira (19). De acordo com algumas postagens, feitas principalmente no Twitter, o serviço enfrentou problemas na aba de pedidos.

Houve casos em que foram exibidas compras não efetuadas e endereços desconhecidos, o que assustou muitos internautas. Muitos correram para retirar dados sensíveis da plataforma, a exemplo do número de cartão de crédito ou débito cadastrados. 

Em nota, o iFood admitiu a falha, mas informou que os dados dos usuários não foram comprometidos. Segundo eles, o problema ocorreu por conta de uma atualização e que, durante 30 minutos, "o sistema exibiu dados pessoais dos usuários de maneira aleatória".

Houve relatos de que era possível visualizar informações de pedidos em andamento e até realizados em outros estados. Segundo o site Olhar Digital, alguns usuários ainda estavam recebendo mensagens de restaurantes e entregadores para falar sobre pedidos que não tinham feito. 

Leia também: Comida com cuidado: conheça as precauções necessárias na hora de pedir refeições em casa

Alguns usuários disseram que conseguiam visualizar informações pessoais de outras contas, porém, o iFood disse que o problema não permitia que "clientes fizessem pedidos por outras pessoas ou acessassem contas de terceiros".

O assessoria do aplicativo informou ainda que "os meios de pagamento (cartões de crédito) ficam gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, e não são armazenados nos bancos de dados da plataforma. Dessa forma, os dados referentes a esses cartões não sofreram qualquer vazamento". 

A empresa informou que, como medida de precaução, deslogou os usuários impactados pelo problema, o que fez com que ficassem impossibilitados de usar o serviço durante meia hora. O iFood ainda declarou que a situação está normalizada e que os "usuários impactados estão sendo comunicados do ocorrido".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas