Falta de seringa leva Feira a suspender aplicação da vacina BCG em recém-nascido

bahia
03.06.2021, 08:57:00
(Foto: Jorge Magalhães/Divulgação)

Falta de seringa leva Feira a suspender aplicação da vacina BCG em recém-nascido

Secretário atribui falta à grande demanda pela compra de seringas com agulhas mais finas para aplicar a vacina da Pfizer

A aplicação da vacina BCG, indicada para todas as crianças no primeiro mês de vida, está impossibilitada de ser feita no município de Feira de Santana devido à falta de seringas no mercado. Segundo o secretário de Saúde, Marcelo Britto, a escassez deste produto se deve à grande demanda pela compra de seringas com agulhas mais finas para aplicar a vacina da Pfizer contra a Covid-19, cuja dosagem é parecida com a da BCG.

“A BCG também requer uma dosagem menor de 0,5 ml. Para isso, a seringa especial possui agulhas mais finas. Entretanto, o mercado tem atendido à campanha desta pandemia, especificamente na aplicação da Pfizer”, explicou.  Outras cidades também enfrentam o mesmo problema. O titular da pasta ainda destaca que o Governo Municipal, preocupado com a situação, está à procura das seringas no Brasil, e até no exterior, mas continua com dificuldades em encontrá-las.

Segundo Marcelo Britto, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebia as seringas e as vacinas entregues pelo Núcleo Regional de Saúde (NRS) que também está com a mesma dificuldade. A vacina BCG protege crianças menores de 5 anos contra as formas graves da doença, como meningite e a tuberculose.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas