Fechada há três anos, igreja histórica será reaberta em Itaparica nesta segunda-feira (28) 

bahia
27.06.2021, 14:42:29
(Divulgação/Prefeitura de Itaparica)

Fechada há três anos, igreja histórica será reaberta em Itaparica nesta segunda-feira (28) 

Com investimento de mais de R$ 9 milhões, Igreja Matriz da Paróquia Santíssimo Sacramento foi reformada pelo Iphan 

A Igreja Matriz da Paróquia Santíssimo Sacramento, localizada no centro da Ilha de Itaparica, será reaberta, na próxima segunda-feira (28). Ela estava fechada há três anos e quatro meses e foi totalmente reformada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). As obras foram iniciadas em 1 de fevereiro de 2018 e o investimento para a restauração foi de R$ 9,3 milhões, segundo a prefeitura de Itaparica.  

“No contexto turístico e religioso, vai ser fundamental a reabertura da Igreja, que é um símbolo do catolicismo. Vai ser extremamente importante e mais um atrativo turístico para a cidade. Há muito tempo ela estava fechada e as pessoas estavam sentindo falta”, declara o prefeito de Itaparica, Zezinho Oliveira (PTB).  

Antes da reforma, até água da chuva entrava na igreja, que data do século XVIII. “Ela estava muito degradada, com vários problemas estruturais, no altar, no telhado. Tudo estava muito debilitado. Quando chovia, molhava tudo internamente. E agora ficou a coisa mais linda”, afirma o prefeito. A igreja já tinha sido restaurada em 2012, também pelo Iphan.  

Para a reabertura, uma cerimônia será realizada na Igreja, às 10h. Estarão presentes o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha, o prefeito de Itaparica, Zezinho Oliveira, a presidente do IPHAN, Larissa Peixoto, o secretário especial da Cultura, Mário Frias, o ministro da Cidadania, João Roma, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto e outras autoridades. 

A primeira missa celebrada, após a revitalização, acontecerá durante a tarde, às 16h, sob a presidência do Cardeal Dom Sergio. “A restauração contemplou imagens, altar, telhado, e foi implantada uma plataforma elevatória para pessoas com dificuldades de locomoção. Essa reforma tentou manter as características originais da Igreja, mas também tentou se adaptar à realidade de hoje. É uma Igreja que guarda os elementos antigos, mas também atende aos padrões de segurança dos dias atuais”, afirmou o pároco da Paróquia Santíssimo Sacramento, padre Rosalvo Humildes. 

Em virtude da pandemia, tanto a cerimônia de reabertura quanto a missa serão restritas. Os fiéis poderão acompanhar pelo canal youtube.com/santissimotv.  

Igreja histórica 
Construída no final do século XVII, à base de cal, pedra e óleo de baleia, a Igreja possuía um estilo barroco. Nas linhas atuais, os traços remetem ao estilo neoclássico e possui painéis ornados pelo pintor José Teófilo de Jesus, que reproduziu a ceia e os milagres do Santíssimo.  

Padre Manoel Cerqueira Torres foi o responsável pelas obras do templo, que foi inaugurado no dia 21 de outubro de 1794. Quase 21 anos após a abertura, em 1814, Dom João VI, ainda na condição de Príncipe Regente de Portugal, deu ao templo o nome de Santíssimo Sacramento de Itaparica, desmembrando-o da Matriz Nosso Senhor da Vera Cruz. 

Importantes momentos da história do Brasil foram protagonizados nesta Igreja, a exemplo da aclamação à Majestade Imperial, Dom Pedro I, que os itaparicanos fizeram em outubro de 1822, com uma celebração do Te Deum (A Ti, Deus!), em agradecimento pela Independência do Brasil que fora conquistada.  

Em 1826, a Matriz do Santíssimo Sacramento recebeu a visita de Dom Pedro I, e em 1859, do seu filho sucessor, Dom Pedro II. Em 1830, após 14 anos de criação da Irmandade do Santíssimo Sacramento, o compromisso foi reformado pelo então Arcebispo Romualdo Antônio de Seixas que aprovou a Irmandade. Atualmente, a Matriz é composta por duas capelas e 13 comunidades. 

*Sob orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas