Fernandão perde peso na pausa e projeta volta por cima em retorno

e.c. bahia
15.07.2020, 13:41:00
Atualizado: 15.07.2020, 16:06:37
Fernandão se reapresentou bem mais magro durante a pandemia do novo coronavírus (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Fernandão perde peso na pausa e projeta volta por cima em retorno

Atacante diz que refletiu durante pandemia e quer retribuir confiança dos tricolores

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O retorno de Fernandão ao Bahia foi cercado de expectativas. Das mensagens enigmáticas do presidente Guilherme Bellintani até a recepção com direito a aeroporto lotado. Mas em campo, a expectativa foi frustrada no primeiro ano da volta.

Apesar do 13 gols anotados em 48 jogos em 2019, as atuações deixaram a desejar e Fernandão não conseguiu ser nem sombra do jogador que caiu nas graças do torcedor pelos 15 gols marcados durante o Brasileirão de 2013. Por isso, o jogador viu os elogios se transformarem em críticas.

Aos 33 anos, o atacante sabe que ainda não conseguiu retribuir a confiança depositada por clube e torcedores, mas viu na pausa do calendário por conta da pandemia do novo coronavírus, a chance de criar bases para se redimir e dar a volta por cima na retomada do futebol.

Durante entrevista na Cidade Tricolor, na manhã desta quarta-feira (14), Fernandão explicou que passou por dificuldades durante 2019, mas garantiu que está pronto para se reerguer.

"Eu vinha em um momento muito difícil da minha vida, agradeço muito ao Bahia, ao torcedor, no momento mais difícil eles me acolheram. Eu não consegui retribuir porque eu não consegui me reestruturar. Com essa parada eu vi a oportunidade de dar a volta por cima, retribuir tudo que eles fizeram por mim e espero poder dar alegria para eles", disse Fernandão. 

Durante os treinos, na Cidade Tricolor, é perceptível a mudança física do atacante, que se reapresentou bem mais magro e garante que está com fome para voltar a balançar as redes adversárias.

"Eu me prepararei bastante, espero que essa minha preparação obtenha resultados, não pessoais, mas resultados que tenham êxito para todo o grupo. Espero retribuir da melhor forma e que nesse recomeço a gente possa conquistar títulos. Que seja um recomeço de grandes triunfos e títulos", continuou o atacante.

Ainda com o objetivo de empilhar taças pelo Bahia, Fernandão disse que não se considera um ídolo tricolor, mas afirmou que sabe bem o que precisa fazer para entrar na galeria dos grandes jogadores que passaram pelo clube.

"Eu fiz muita reflexão e uma delas é poder conquistar mais títulos. Vejo muitas pessoas mandando mensagens, chamando de ídolo. Eu não me considero ídolo do clube, acho que um Campeonato Baiano não é suficiente para ser considerado ídolo. Posso me considerar a partir de uma Copa do Nordeste, uma Sul-Americana. O Objetivo maior é me tornar um ídolo, levar o Bahia à Libertadores", afirmou.

Maratona
A tabela de jogos do Bahia nos próximos dias vai ser fundamental para que Fernandão consiga cumprir a meta de dar a volta por cima com a camisa tricolor.

Com a retomada da Copa do Nordeste e do Campeonato Baiano, o Esquadrão já tem garantido pelo menos quatro partidas em um período de cinco dias. Assim, o técnico Roger Machado será forçado a rodar o elenco entre as duas competições e todos os atletas devem ganhar minutos em campo.

Esse ano, Fernandão entrou em campo sete vezes nos três primeiros meses do ano e não marcou gols. Foram seis jogos saindo do banco de reservas e apenas um como titular, no empate por 1x1 com o Jacuipense, pelo Campeonato Baiano. Na ocasião, o atacante pediu para atuar pelo time de aspirantes para ganhar mais ritmo de jogo.   

"São poucos dias e bastantes jogos. O professor vai ter que quebrar a cabeça, todo mundo vai ter oportunidade. Eu espero aproveitar as minhas oportunidades e fazer o meu melhor, que é ajudar o clube, o grupo. É isso que vou buscar", disse o camisa 20. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas