Festa reúne centenas no Guarujá e convidado joga notas de R$ 50 no mar

coronavírus
18.09.2020, 09:47:52
Atualizado: 18.09.2020, 09:53:32
(Reprodução/Jimmi Drone Guarujá)

Festa reúne centenas no Guarujá e convidado joga notas de R$ 50 no mar

Imagens aéreas flagraram a aglomeração de pessoas no litoral de São Paulo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Dezenas de barcos de luxo se aglomeraram para uma festa no mar em Guarujá, São Paulo,  nesta quinta-feira (17).  A festa reuniu cerca de 350 pessoas nas águas, desrespeitando as medidas de prevenção ao novo coronavírus, como o uso de máscaras de proteção e o distanciamento social. 

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra um homem em um dos barcos jogando notas de R$ 50 na água. Em seguida, o rapaz que joga as notas vira para quem está filmando e entrega uma grande quantidade de supostas cédulas de R$ 100 e R$ 50 a ele. 

Outras imagens mostram as embarcações reunidas e centenas de banhistas celebrando em meio a música alta e bebidas. Além de lanchas, iates e motos-aquáticas, duas escunas foram vistas com dezenas de pessoas. A festa teve ingressos esgotados. O evento foi divulgado pelas redes sociais e teve centenas de confirmações de presença.

Além de lanchas, iates e motos-aquáticas, ao menos duas escunas são vistas na festa, com dezenas de pessoas em cada uma delas.

Em nota, a prefeitura ainda informa que enviou equipes da Força-Tarefa, da Guarda Civil Municipal (GCM), fiscais de postura e comércio para impedir a festa rave no fim da Praia da Enseada, no Canto do Tortuga. A operação contou, também, com o apoio da Polícia Militar.

Constatada a denúncia, a Capitania dos Portos de São Paulo também foi acionada para fazer a retirada e as autuações das pessoas que estavam no mar. Já na areia, as equipes dispersaram os participantes, apreenderam bicicletas e identificaram uma marina que locou embarcações e será devidamente responsabilizada conforme os decretos. A multa varia de R$ 300 a R$ 9 mil.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas