Fim do casamento entre Rui e Leão? A aposta no PSD e os problemas de Rui com estradas e educação

alô alô política
14.01.2022, 11:27:50
Foto: Mateus Pereira

Fim do casamento entre Rui e Leão? A aposta no PSD e os problemas de Rui com estradas e educação

Leia a coluna na íntegra

Onde há fumaça…
Voltou a crescer a discussão no meio político sobre uma possível migração do PP para o grupo liderado por ACM Neto na Bahia e, consequentemente, o rompimento da sigla com o PT. Embora adotem um tom cauteloso ao falar sobre o assunto, lideranças pepistas no estado dizem que há uma ala “cada vez mais crescente” que defende a mudança de lado e, inclusive, mantém conversas regulares com integrantes do grupo de Neto. A avaliação deles é que o PP segue “com menos espaço do que deveria ter” e participando das discussões no grupo de Rui Costa e Jaques Wagner “apenas como coadjuvante”. 

Miau!
“A verdade é que Rui faz João Leão de gato-sapato. E o pior: Leão segue benevolente”, reclama um integrante da legenda. Ele diz que, na discussão sobre a formação da chapa que deve ser liderada por Wagner, ao PP foi “imposto a vice”. “Otto teve prioridade na escolha e, obviamente, ele quer se manter no Senado. O PP só participa da conversa pra dizer amém”, continua o pepista. 

Reações
Após o aumento das especulações, o secretário-geral do PP, Jabes Ribeiro, deu uma declaração dizendo que o diálogo do partido era com a base do PT. A fala desagradou os pepistas. No grupo de WhatsApp do partido, o deputado estadual Robinho, que já anunciou rompimento com o governo, avisou que, se o caminho é esse, ele está fora da legenda. Ficaria caso o PP rompesse com o PT. “Meus dias estão contados dentro do partido”, teria dito ele aos correligionários. Outros parlamentares, embora não tenham se pronunciado no grupo, falaram entre si que a declaração mostra, mais uma vez, subserviência e em nada ajuda o partido a ganhar mais espaço. 

Trabalho silencioso
Integrantes da oposição seguem, em trabalho silencioso, a busca por assinaturas para a CPI dos Respiradores na Assembleia Legislativa da Bahia mesmo durante o recesso parlamentar. O número necessário de 21 apoios é considerado questão de tempo, levando em consideração os parlamentares, governistas entre eles, que se mostraram favoráveis a assinar. Um desses governistas, inclusive, pegou de surpresa o Palácio de Ondina. Fonte desta coluna confidenciou que caciques aliados ao PT ficaram abismados ao saberem que o tal deputado estaria disposto a assinar.

Vai engavetar?
Mesmo que a oposição consiga a assinaturas, o que se comenta é que o presidente do Legislativo, Adolfo Menezes, defensor ferrenho de Rui, deve vetar a criação da CPI. Contudo, há quem acredite que, se houver um apoio grande à investigação, inclusive com clamor popular, o presidente dificilmente conseguirá barrar. 

Quem dá mais?
A disputa acirrada entre os filhos dos senadores Otto Alencar e Angelo Coronel, ambos do PSD, continua rendendo. Fontes do partido confidenciaram à coluna que há até apostas para ver qual dos dois será o mais votado. Embora o valor não tenha sido revelado, dizem que a aposta é alta. Otto Alencar Filho e Diego Coronel serão candidatos a deputado federal (o primeiro busca a reeleição) e disputam as mesmas bases em regiões da Bahia. 

Herança
Por falar nisso, internamente no PSD, integrantes do partido ironizam que o herdeiro político de Otto é... O filho de Coronel. Isso porque, dizem os pessedistas, Diego Coronel é mais habilidoso que Otto Filho, que tem fama de "bruto" e muito dependente do pai, inclusive nas atividades parlamentares na Câmara dos Deputados. 

Pesadelo das estradas
O governador Rui Costa (PT) tem nas mãos um pepino dos grandes para resolver: o estado deplorável de rodovias estaduais. Se mesmo antes das chuvas a situação já era ruim, após os temporais os problemas com as estradas se multiplicaram e preocupam o governo, que não vê tempo hábil no curto e médio prazo. Fontes do Palácio de Ondina confidenciaram que o anúncio recente de investimentos para recuperação de rodovias não é suficiente e que Rui terá que fazer novos aportes. Só por curiosidade: obras em estradas costumam ter relevância eleitoral. 

Buracos e mais buracos
Nas redes sociais, vídeos de estradas em condições ruins circularam nesta semana. Em um deles, o autor mostra um trecho da estrada que liga Macarani a Itapetinga com diversas crateras e direciona a gravação ao governador: "Faz essa estrada para nós, Rui, são só 30 km. Aqui melhora um pouquinho, mas ali na frente é buraco demais, Rui", diz ele. 

Fogo amigo
A situação das estradas já motivou até queixas de aliados de Rui, como o deputado estadual Alex Lima, que é fã de carteirinha do petista. "As estradas do Litoral Norte estão destruídas e cada dia que passa ficam mais intransitáveis", disse ele, em setembro do ano passado. 

Fatura atrasada
Na educação, parlamentares governistas dizem que Rui terá mais um problema. Prefeitos começaram a cobrar do governo as obras de reforma e ampliação de escolas estaduais, que foram prometidas pelo governador. Os gestores municipais têm sido aconselhados a terem paciência, mas eles dizem que ela já se esgotou há tempos. A verdade é que Rui disse que educação seria prioridade, mas isso não aconteceu ao longo de seus dois mandatos. A conta chegou, governador. 

O resultado
Enquanto isso, os índices de educação da Bahia são bastante ruins. O ensino médio do estado é o pior do país, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Além disso, o governo sofreu também com o fechamento de escolas, que teve uma repercussão muito negativa no estado, com destaque para o caso do Colégio Odorico Tavares, no Corredor da Vitória. 

Cúmulo
A recente medida do governador Rui Costa de reduzir de 5 mil para 3 mil o público máximo permitido em eventos foi considerado o "cúmulo do absurdo" por integrantes do setor. A questão, dizem eles, é a falta de diálogo e transparência do governador. Para eles, o governador tenta vilanizar o setor de eventos. "Fica parecendo que nós somos insensíveis e não entendemos o crescimento dos casos. Não é isso. É óbvio que nos sensibilizamos. Mas queremos previsibilidade, queremos que tenha algum diálogo até para que a gente possa se planejar", disse um integrante do setor à coluna. 

Apuração
A Embasa voltou à mira do Ministério Público estadual (MP-BA), que instaurou um inquérito para investigar possível poluição ao meio ambiente provocada pela empresa em Candeias. Denúncias feitas ao MP-BA dão conta que a Embasa vem lançando na natureza, sem qualquer cuidado, resíduos de sulfato de alumínio oriundos de tanques da Estação de Tratamento de Água do município. Esta substância pode causar diversos problemas à saúde.

Dolce far niente
Nem só de mega empresários e grandes investidores vive o luxuoso vilarejo baiano de Trancoso. Foi lá o local escolhido pelo político petista Fernando Haddad para passar as férias com a esposa, Ana Estela. Durante a estada, Haddad aproveitou para ir a bons restaurantes e visitar a região do Quadrado. Estava, de acordo com informações obtidas pela coluna, hospedado em uma bela residência na Praia de Itapororoca. 

A coluna Alô Alô Política é publicada às sextas, sempre ao meio dia, nos portais CORREIO e Alô Alô Bahia. Também pode ser conferida através do endereço www.aloalopolitica.com e do Instagram @aloalopolitica 

Foto: Mateus Pereira.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas