Fiocruz: Bahia está com nível de alerta intermediário na ocupação dos leitos de UTI

bahia
27.01.2022, 06:00:00
((Foto: divulgação))

Fiocruz: Bahia está com nível de alerta intermediário na ocupação dos leitos de UTI

Bahia possui 23.985 casos ativos da covid-19 e um total de 27.837 óbitos

O Boletim do Observatório Covid-19 Fiocruz divulgou, nesta quarta-feira (26), uma lista com os estados que estão com nível de alerta intermediário na ocupação dos leitos de UTI e a Bahia ocupa a sétima posição, com 67% dos leitos ocupados.  

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) informou que a elevação da taxa de ocupação de leitos se deu por conta do aumento do número de casos. “Ainda há uma parcela da população que não está com a imunização completa ou sequer tomou a primeira dose, o que representa um maior risco de desenvolver quadros graves da doença”, ressaltou a pasta. 

Nesta quarta, a Bahia possui 23.985 casos ativos da covid-19 e um total de 27.837 óbitos. Com 1.375 leitos ativos para tratamento dos casos mais graves da doença, 888 desse número está ocupado por pacientes. A Sesab destaca, no entanto, que um levantamento da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado mostra que, com o avanço da vacinação na Bahia, a mortalidade teve uma queda acentuada. 

Em março de 2021, essa taxa era de 23,40 por 100 mil habitantes, enquanto que em dezembro caiu para 1,44 por 100 mil habitantes. “Outro dado que aponta a eficiência da vacinação é o número total de internados por conta da doença. Em março de 2021, 7960 pessoas precisaram ser hospitalizadas em razão da Covid-19. Em dezembro foram 557, uma queda de 93%”, pontua. 

De acordo com dados da Fiocruz, das 27 Unidades Federativas, seis estados e o Distrito Federal estão na zona de alerta crítico, 12 estados estão na zona de alerta intermediário e 8 estão fora da zona de alerta. Os pesquisadores do Observatório afirmam que a situação está nitidamente piorando, embora o avanço da vacinação ajude a desenhar um quadro diferente do de outros momentos mais críticos da pandemia. Com a grande transmissibilidade atual, com a variante Ômicron, mesmo um número inferior de casos que necessitam de internação em UTI gera números expressivos que pressionam o sistema de saúde.

Além da Bahia, estão na zona de alerta intermediário de ocupação dos leitos de UTI os seguintes estados: Amazonas (75%), Roraima (70%), Pará (76%), Tocantins (77%), Ceará (75%), Rondônia (65%), Amapá (69%), Rio de Janeiro (62%), São Paulo (66%) e Paraná (61%) e Mato Grosso (78%). Já na zona de alerta crítico estão os estados de Pernambuco (81%), Espírito Santo (80%), Goiás (82%), Piauí (82%), Rio Grande do Norte (83%), Mato Grosso do Sul (80%) e Distrito Federal (98%).

Leitos pediátricos 

O Ministério Público estadual recomendou ao Estado da Bahia e ao Município de Salvador que realizem o planejamento para a oferta de leitos Covid-19 pediátricos, considerando o agravamento dos indicadores epidemiológicos. Segundo dados disponíveis na Central Integrada de Comando e Controle da Saúde da Covid-19, atualizados nesta quarta, estão ativos 60 leitos covid de enfermaria pediátrica e 29 leitos covid de UTI pediátrica, com taxa de ocupação de 78% e 93%, respectivamente. Destes, estão localizados em Salvador 30 leitos de enfermaria e 20 leitos de UTI, que registram uma taxa de 90% e 95% de ocupação, respectivamente. 

No documento, o MP solicitou que o Estado e Município se manifestem sobre a recomendação no prazo de cinco dias úteis, bem como enviem informações acerca das providências adotadas para o seu cumprimento. O CORREIO tentou contato com a Secretaria Municipal e Estadual de Saúde, mas não obteve respostas até o fechamento desta reportagem. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas