Flordelis castigava crianças colocando pimenta na boca delas, diz jornal

brasil
23.06.2020, 09:23:48
Atualizado: 23.06.2020, 09:32:17
(Foto: Reprodução)

Flordelis castigava crianças colocando pimenta na boca delas, diz jornal

Deputada chegava a bater nos filhos com taco de beisebol

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mais uma testemunha detalhou à Polícia Civil do Rio de Janeiro como era a rotina na casa da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD). Segundo o Extra, Maria Aparecida Limeira revelou, em depoimento, que a líder evangélica dava castigos severos em seus filhos.

Maria trabalhou na casa de Flordelis e do pastor Anderson do Carmo no fim dos anos 90. Foi quando presenciou crianças sendo fisicamente agredidas e até mesmo sendo castigadas com pimenta na boca caso dissessem algum palavrão.

Os investigadores desejam saber detalhes da vida pessoal de Flordelis no inquérito que investiga a morte do pastor Anderson, no qual a parlamentar é suspeita. A intenção é descobrir possíveis motivações para o crime.

Em seu depoimento, Maria Aparecida disse que “percebeu que algumas crianças, quando faziam algum tipo de bagunça ou se comportavam de forma que desagradava, apanhavam fisicamente de Flordelis”.

A mulher disse à polícia que isso lhe incomodava, pois estava ali de forma voluntária, “acreditando no bom acolhimento daquelas crianças”. Maria chegou a deixar um filho aos cuidados de Flordelis, e foi assim que conheceu o trabalho da pastora e passou a frequentar sua igreja.

Na semana passada, o Extra já havia revelado que Lucas Cézar dos Santos, filho adotivo de Flordelis e Anderson, afirmou à polícia que a mãe tinha um taco de basebol “para bater nos outros”. O rapaz está preso acusado de participação na morte do pai.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas