Fora do Brasil, Bahia só conseguiu placar para avançar na Sula uma vez

e.c. bahia
16.12.2020, 06:30:00
Atualizado: 16.12.2020, 16:38:17
Bahia tem desafio complicado contra o Defensa y Justicia, pelo jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Fora do Brasil, Bahia só conseguiu placar para avançar na Sula uma vez

Tricolor precisa vencer o Defensa por dois gols de diferença ou resultado a partir de 4x3

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A missão que o Bahia tem para se manter vivo na Copa Sul-Americana e alcançar uma semifinal inédita em competições internacionais não é nada fácil. Depois de perder o jogo de ida contra o Defensa y Justicia por 3x2, na Fonte Nova, o Esquadrão precisa vencer por pelos menos dois gols de diferença nesta quarta-feira (16), no estádio Norberto Tomaghello, na Argentina.

O Bahia também avança se vencer por um gol de diferença caso balance as redes pelo menos quatro vezes, ou seja, a partir de 4x3, o que tiraria a vantagem dos gols marcados fora de casa pelo time argentino. Caso consiga devolver o resultado do primeiro jogo, a decisão vai para os pênaltis. 

Se nesse cenário a situação já é complicada, fica ainda mais crítica quando observado o desempenho da equipe em competições internacionais. Fora do Brasil, o Bahia venceu apenas uma partida em toda a história por torneios continentais oficiais - seja Libertadores ou Sul-Americana. O tabu foi quebrado este ano, quando o Esquadrão derrotou o Nacional por 3x1, pela primeira fase da Sul-Americana. A partida foi disputada no estádio Luis Alfonso Giagni, em Villa Elisa, na região metropolitana de Assunção.

A parte boa é que o placar conseguido no Paraguai seria suficiente para eliminar o Defensa y Justicia e se garantir na semifinal. O retrospecto, no entanto, é negativo.

Nos outros 13 jogos que fez fora do país, o Bahia sofreu cinco derrotas e conseguiu oito empates. Na Argentina, foram apenas duas partidas: derrota para o San Lorenzo por 3x0, na Libertadores de 1960, e empate por 0x0 com o Unión, pelas oitavas de final da atual edição da Copa Sul-Americana.

Considerando os jogos contra times brasileiros fora de casa, a única vez em que o tricolor venceu por dois gols de diferença foi em 2014. Bateu o Internacional por 2x0 no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela primeira fase da Sul-Americana. Lucas Fonseca e Diego Macedo anotaram os gols.

Já levando em consideração todos os jogos por competições internacionais - em casa ou fora -, o Esquadrão conquistou o placar que precisa para desbancar o Defensa y Justicia em sete oportunidades. A última delas neste ano, durante a goleada por 4x0 sobre o Melgar, na Fonte Nova, pela segunda fase.

Assim, para sair do duelo contra o Defensa y Justicia classificado, o time vai ter que voltar a quebrar o padrão e surpreender o adversário. “A gente sabe que, nas duas disputas, a gente tem que procurar evoluir. É um jogo importante, é o principal título do ano”, afirma o volante Ronaldo.

Retrospecto do Bahia fora do Brasil (competições oficiais):

San Lorenzo 3x0 Bahia – Libertadores 1960 (Buenos Aires)

Bahia 0x0 Deportivo Itália – Libertadores 1964 (Caracas)*

Deportivo Itália 0x0 Bahia - Libertadores 1964 (Caracas)

Marítimo 0x0 Bahia – Libertadores 1989 (Caracas)

Union Táchira 1x1 Bahia - Libertadores 1989 (Caracas)

Universitário 1x1 Bahia - Libertadores 1989 (Lima)

Nacional-COL 1x0 Bahia – Sul-Americana 2013 (Medellín)

Cesar Vallejo 2x0 Bahia – Sul-Americana 2014 (Trujillo)

Blooming 1x0 Bahia – Sul-Americana 2018 (Santa Cruz de la Sierra)

Cerro 1x1 Bahia – Sul-Americana 2018 (Montevidéu)

Liverpool 0x0 Bahia - Sul-Americana 2019 (Montevidéu)

Nacional-PAR 1x3 Bahia- Sul-Americana 2020 (Assunção)

Melgar 1x0 Bahia - Sul-Americana 2020 (Lima)

Unión 0x0 Bahia - Sul-Americana 2020 (Santa Fe)


*Embora mandante do jogo, o Bahia acertou com o adversário para mandar o jogo na Venezuela.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas