Fortes de Salvador recebem projeções de fotografias de Pierre Verger e Carybé

salvador
09.04.2016, 09:44:00
Atualizado: 09.04.2016, 14:31:09

Fortes de Salvador recebem projeções de fotografias de Pierre Verger e Carybé

A exposição deverá estar aberta ao público a partir da próxima sexta-feira

No passado, os Fortes de São Diogo e Santa Maria, ambos no Porto da Barra, protegiam Salvador de ataques e invasões de tropas inimigas. Agora, os espaços, que são símbolos da história da capital baiana, abaixam seus canhões e abrem espaço para invasões artísticas.

Quem passou por eles na noite da última sexta-feira (8) pôde acompanhar os primeiros testes de projeções das fotografias de Pierre Verger e Carybé, que darão nome ao Espaço Carybé de Artes, inaugurado pela Prefeitura de Salvador no Forte de São Diogo, e o Pierre Verger de Fotografia Baiana, no Forte de Santa Maria.

(Foto: Arisson Marinho/CORREIO) 

Não existe uma data definida para a abertura dos espaços. Mas, já na fase final de ajustes, a previsão do titular da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), secretário Erico Mendonça, é de que a visitação pública possa ocorrer após a próxima sexta-feira. Mesmo assim, alguns olhares curiosos e interessados pararam diante dos Fortes para ver as obras dos consagrados artistas ganharem a moldura de suas fachadas.

Quando as primeiras projeções das fotos de Verger começaram a ser feitas no Santa Maria, o italiano Christan Dimaggio, 44, se aproximou. Para ele, as projeções em espaços históricos são uma novidade. “Na Itália tem muitos movimentos que dão destaque para a arte digital, mas não como essa, que projeta as obras nas fachadas de prédios importantes”, afirmou.

(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

“Pierre é um dos meus artistas favoritos. Acho que a arte digital, projetada dessa forma, destaca uma das partes mais bonitas e históricas de Salvador, que é o Forte de Santa Maria”, disse Dimaggio, funcionário do Ministério da Educação Italiano que está em Salvador há 9 meses, onde trabalha em uma ONG.

Quando for aberto para visitação, os fortes terão projeções diárias de obras dos artistas nas fachadas. Além disso, no interior dos espaços, outras obras de Pierre Verger e Carybé ficarão expostas. Óculos de realidade virtual, totens interativos e telas de touchscreen também promoverão a interatividade nos museus.

“As duas fachadas terão, durante uma hora de todas as noites, projeções mapeadas de Carybé e de Verger, que devem acontecer entre 18h30 e 19h30. As exposições internas ficarão abertas de quarta a segunda, das 10h às 17h. Já os cafés ficarão na parte externa e permanecerão abertos até as 20h. Os ingressos custarão R$ 20 inteira e R$ 10 meia e o bilhete servirá para visitar os dois fortes”, explicou Mendonça.

Para o diretor e produtor cultural Fernando Guerreiro, presidente da Fundação Gregório de Matos, a inauguração dos museus trará dinamismo para o contexto cultural de Salvador. “São exposições que podem ser visitadas várias vezes e que estão criando uma área de convivência. Estamos fazendo justiça a dois ícones que tiveram uma importância muito grande na formação dessa identidade cultural aqui da Bahia. Acho que essa iniciativa vai dinamizar ainda mais essa região da cidade, carente de espaços culturais”, disse. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas