Fuzileiros que ajudaram vítimas da chuva no sul da Bahia são homenageados em Salvador

salvador
23.12.2021, 22:54:00
A tropa recebeu homenagem na tarde dessa quinta-feira e a solenidade contou com autoridades civis (Marinha do Brasil/Divulgação)

Fuzileiros que ajudaram vítimas da chuva no sul da Bahia são homenageados em Salvador

Cerimônia ocorreu na sede do Grupamento de Fuzileiros Navais

“É uma honra para a Cidade de Salvador poder contar com esse grupo de fuzileiros navais tão determinados, competentes, honrados. A gente estava precisando de mãos, de amigos e vocês foram esse apoio”. Com essas palavras, a vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos, agradeceu aos 51 militares que estiveram no sul da Bahia, desde o início do mês, distribuindo 25 toneladas de gêneros arrecadados durante a campanha “Ação Salvador Solidária”, da Prefeitura Municipal de Salvador (PMS), para a cidade de Itamaraju. 

Ana Paula fez questão de reforçar que o apoio da Marinha, mais que o apoio concreto, trouxe esperança para outros baianos que perderam bens materiais, familiares e amigos desde que as chuvas atingiram a região. “Nos devolveu o conforto de saber que ninguém está sozinho”, completou.

A vice-prefeita Ana Paula Matos destacou o papel humanitário dos militares  

(Foto: Marinha/Divulgação)

A tropa, formada por 16 viaturas, sendo 13 operativas, retornou à capital baiana nessa quinta-feira, 23, e foram homenageados com uma cerimônia de formatura militar, na sede do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador, no início da tarde. 

Operação

Além da distribuição de cestas básicas, os fuzileiros prestaram atendimento médico às aldeias indígenas em locais mais isolados, sob a coordenação da Defesa Civil Nacional. Na primeira fase da operação, iniciada no dia 10 de dezembro, a Marinha do Brasil deslocou duas aeronaves para a região, a UH-15 Super Cougar, de maior porte, e uma menor, a UH12 Esquilo, que foram empregadas em ações de transporte de cestas básicas, de equipes médicas, medicamentos e suprimentos, bem como no reconhecimento de áreas alagadas. No dia 20, foi a vez do comboio formado por oito viaturas operativas e dois carros-pipas atuarem por terra.

A tropa que atuou no sul do estado foi formada por 51 militares e 16 viaturas 

(Foto: Marinha/Divulgação)

Ao se dirigir à tropa, o Comandante do 2º Distrito Naval, Vice-Almirante Humberto Caldas da Silveira Junior, destacou a atuação dos militares. "Vocês deram uma pronta resposta, logo que foram chamados, fazendo assim a diferença neste final de ano. Meus parabéns pela missão cumprida! É com esse tipo de militar que eu vou para a guerra".  O Almirante fez questão de reforçar que a Marinha estará novamente pronta a ajudar, caso seja necessário. 

Presente na cerimônia, o Diretor-Geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macêdo, comemorou o fato de que, desde 2016, a administração municipal vem investindo para a redução de danos nos casos de desastres naturais e, apesar desse mês ter registrado volumes quatro vezes maiores de chuvas, não houve registro de mortes na capital baiana.

“Estamos atuando em parceria com organizações públicas, privadas e com a população no sentido de preservar vidas. A Codesal – que atua em articulação – deixou de funcionar no contingenciamento de catástrofes para agir na prevenção”, reforçou.

Macêdo fez questão de ressaltar a importância da parceria com outros organismos da prefeitura, como a Limpurb, Sedur e a Sempre, além do investimento feito na capacitação de mão de obra especializada que possibilitasse o serviço de prevenção, a exemplo da meteorologia.   

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas