Geninho vai tentar tirar proveito da eliminação do Bahia no Ba-Vi

e.c. vitória
07.02.2020, 16:00:00
Atualizado: 07.02.2020, 16:17:15
Vico domina a bola durante treino na Toca do Leão (Letícia Martins/EC Vitória)

Geninho vai tentar tirar proveito da eliminação do Bahia no Ba-Vi

"Se o Vitória conseguir se impor, pode tirar proveito desse momento psicológico do Bahia", afirma o treinador

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Técnico do Vitória, Geninho fez o dever de casa durante a semana para estudar o adversário do Ba-Vi sábado (8), às 18h, na Fonte Nova, pela Copa do Nordeste. Na quarta-feira (5), ele assistiu ao jogo entre Bahia e River e viu o tricolor baiano ser eliminado na estreia da Copa do Brasil após perder por 1x0, no estádio Albertão, em Teresina.

"Foi um jogo típico de Copa do Brasil. O Bahia foi superior, perdeu três ou quatro chances no primeiro tempo. Depois, o River foi se ajeitando. Um gramado muito complicado, que acabou prejudicando o toque de bola do Bahia. O River tentou buscar e acabou achando o gol de forma improvável", analisou Geninho.

O comandante do Vitória acredita que o resultado negativo fará com que o rival vá para o clássico pressionado e quer que o Vitória saiba tirar vantagem do momento psicológico do Esquadrão. 

"Tem sempre os dois lados. O Bahia vai entrar um pouco mais pressionado porque era um resultado inesperado. Vai trabalhar com um pouco de pressão. Isso pode ter dois lados. Essa equipe pode entrar altamente motivada ou, de repente, se tiver dificuldade no jogo, ela pode sentir essa pressão. Vai depender do que o Vitória consiga fazer. Se o Vitória conseguir se impor, mandar no jogo, pode tirar proveito desse momento psicológico do Bahia. Não pode deixar que o Bahia cresça", alertou o treinador.

Ao contrário do Bahia, que viajou para o Piauí e jogou pela competição nacional, o Vitória teve a semana livre para se preparar para o clássico, mas na opinião de Geninho isso não fará diferença em campo. "Muito bom ter a semana para trabalhar, poder treinar, corrigir. Acho que a viagem que o adversário fez não foi uma viagem e um desgaste grandes. Acho que não vai influenciar em nada o fato de o Bahia ter jogado no meio da semana", comentou.

"As duas equipes têm característica de propor o jogo, acho que nenhuma das duas vai mudar. Não espero um Bahia cauteloso e tenho certeza que Roger espera o Vitória do mesmo jeito. Vai ser um jogo bom", projetou Geninho. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas