Glória Maria: 'Hoje tudo é assédio, racismo e preconceito... um porre'

em alta
28.09.2020, 18:53:11
Atualizado: 28.09.2020, 19:22:20

Glória Maria: 'Hoje tudo é assédio, racismo e preconceito... um porre'

Jornalista criticou o 'politicamente correto' e também acabou criticada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Glória Maria: 'Hoje tudo é assédio, racismo e preconceito... um porre'

Foto: Reprodução/TV Globo

A jornalista e apresentadora Glória Maria abordou assuntos polêmicos durante uma entrevista para o site Glamurama. Ela disse que há um exagero na visão das pessoas, em muitos casos, sobre assédios e preconceitos. 

“Eu acho tudo isso um saco. Hoje tudo é racismo, preconceito e assédio. A equipe com que trabalho me chama de ‘neguinha’, de uma forma amorosa e carinhosa. Estou mais de 40 anos na televisão, já fui paquerada, mas nunca me senti assediada moralmente", comentou a veterana.

"O assédio é algo que te fere, é grosseiro, desmoraliza. Existe uma cultura hoje que nada pode. Tem que ter uma diferenciação, não dá para generalizar tudo. O politicamente correto é um porre. Acredito que o politicamente correto é o caráter, a honestidade. Esse mundo que a gente está vem muito da amargura das pessoas, não aceito”, continuou seu raciocínio.

As declarações de Glória Maria ficaram entre os assuntos mais comentados das redes sociais na tarde desta segunda-feira (28). Alguns internautas, inclusive, discordaram da postura da veterana. 

"Acho muito triste uma mulher negra desmerecer a luta da mulher negra. E muito mais triste saber que esta mulher é a Glória Maria. Não é que hoje tudo é racismo: VIVEMOS EM UMA SOCIEDADE RACISTA E AGORA A GENTE GRITA ISSO. Que lindo que ela nunca sofreu racismo, mas eu sim e dói", comentou a internauta Jacque Saraiva, no Twitter.

Durante a entrevista, Glória Maria também abordou outros temas espinhosos como isolamento social, pandemia do novo coronavírus, a cura do câncer cerebral que lhe acometeu, entre outros assuntos.

A apresentadora do Globo Repórter, da TV Globo, contou que não acredita no “novo normal”. “Ou é novo, ou é normal, vamos ter que partir para novos olhares. Nada mudou, mas algumas pessoas se viram melhor, começaram a se observar. É preciso uma pandemia para olhar para o outro?”, disse.

Sobre ter se curado de um tumor no cérebro, Glória revelou que vivenciou outros momentos de superação, como a perda da mãe, Dona Edna. “Passado é historia, nem quero falar muito do que passou, estou aqui inteira, curada.”

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas