Google investe R$ 15 milhões na formação de professores de todo país

tecnologia
23.03.2017, 06:10:00

Google investe R$ 15 milhões na formação de professores de todo país

O projeto oferecerá uma nova plataforma digital com planos de aulas digitais, vídeos, entre outros materiais, para ajudar professores na sala de aula

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Presidente do Google Brasil, Fabio Coelho anunciou investimento em parceria com a Fundação Lemann 
(Foto: Divulgação)

O Google anunciou nesta quarta-feira (22) que destinará R$ 15 milhões à formação e preparação de professores brasileiros. A iniciativa é fruto de uma parceria do Google.org - braço filantrópico da multinacional - com a Fundação Lemann e deve atingir ao menos um milhão de professores de todo o país nos próximos cinco anos. 

O projeto oferecerá uma nova plataforma digital com planos de aulas digitais, vídeos, entre outros materiais, para ajudar professores de todo o país a criar experiências de aprendizado mais ricas para seus estudantes. A iniciativa foi apresentada pelo presidente do Google Brasil, Fabio Coelho, e pelo empresário Jorge Paulo Lemann, presidente da Fundação Lemann, durante o “Google for Brasil”, evento realizado em São Paulo.

Na ocasião, a empresa anunciou outras novidades - entre elas o lançamento do novo aplicativo de carona da empresa, o Waze Carpool - e ressaltou que pretende continuar investindo no Brasil. Nos últimos três anos, o Google investiu cerca de R$ 500 milhões no Brasil. “Não sei precisar hoje se o investimento no Brasil nos próximos três anos vai ser maior ou menor. Idealmente a companhia vai pelo menos manter o investimento nesses níveis”, afirmou Coelho. Ele disse que, em um cenário de crise, a multinacional foca na melhoria de serviços e no desenvolvimento e melhoria dos negócios.

Estudantes mais conectados

Com relação ao projeto de educação filantrópico, Coelho ressaltou que os materiais didáticos vão estar disponíveis por meio de uma plataforma digital com aplicativo móvel gratuito que deve funcionar mesmo onde a conectividade ainda é lenta. "O sucesso dos nossos filhos depende muito de como nós desenvolvemos os nossos educadores", afirmou. O executivo enfatizou a necessidade de reduzir a lacuna existente entre os estudantes que têm acesso à tecnologia dentro de sala de aula e os que não tem. “Nós esperamos que este projeto ajude a empoderar professores com conteúdo tecnológico de qualidade que irá apoiá-los na entrega de uma boa instrução para estudantes em todo o Brasil”.

O presidente do Google Brasil, Fabio Coelho, e o empresário Jorge Paulo Lemann, da Fundação Lemann, marcaram presença no evento
(Foto: Divulgação)

Os materiais incluirão roteiros das aulas, além de dicas e orientações sobre como lidar com assuntos específicos nas salas de aula. "O objetivo é reduzir os desafios dos educadores na tarefa de ensinar, buscando assegurar que todos os estudantes brasileiros tenham oportunidades iguais de aprender, o que realmente pode contribuir para o avanço do Brasil”, comentou Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann. 

O investimento faz parte de um programa global e filantrópico da empresa que destina US$ 50 milhões para apoiar organizações que criam tecnologia para solucionar lacunas na educação e que não tenham fins lucrativos.

*A jornalista viajou a convite do Google

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas