Governador assina autorização e obras do metrô na Paralela começam

bahia
11.06.2015, 19:45:00
Atualizado: 11.06.2015, 19:46:36

Governador assina autorização e obras do metrô na Paralela começam

O prefeito ACM Neto esteve presente e entregou o alvará municipal para as obras

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O sistema metroviário Salvador-Lauro de Freitas tem mais uma etapa iniciada nesta quinta-feira (11), com autorização do governador Rui Costa para que comecem as obras da linha 2 na avenida Paralela. Em ato na Procuradoria Geral do Estado, no CAB, Costa assinou a autorização e as obras têm início imediato. O prefeito ACM Neto esteve presente e entregou o alvará municipal para as obras.

(Foto: Carol Garcia/GOVBA)

"Até 2017, Salvador terá 41 quilômetros de metrô e, com as intervenções urbanas, como as da região do Hospital Sarah e da Paralela, das avenidas 29 de março e Gal Costa, o VLT do Subúrbio e o BRT, não tenho dúvida de que teremos a maior e melhor mobilidade urbana entre todas as capitais brasileiras", disse Rui Costa.

O maior trecho da linha 2 do sistema, que liga o Acesso Norte a Lauro de Freitas, passará pelo canteiro central. A previsão é que cerca de três mil novos empregos sejam gerados com a ampliação das intervenções. As obras na avenida também incluem a construção de dez novas passarelas, além de reforma e adequação de outras passarelas já existentes.

A linha 2 do metrô terá 20,7 km de extensão e doze estações - Detran, Rodoviária, Pernambués, Imbuí, CAB, Pituaçu, Flamboyant, Tamburugy, Bairro da Paz, Mussurunga e Aeroporto. Quatro terminais de integração serão construídos - Acesso Norte, Rodoviária, Pituaçu e Aeroporto. Outros dois serão reformados - Rodoviária Norte e Mussurunga. 

Atualmente, a linha 1 do sistema, que completa 1 ano, tem 9,7 km de extensão e teve mais de 6 milhões de embarque.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas